-->

Ministério Público denuncia improbidade e peculato na administração pública em Lavras

O Ministério Público de Minas Gerais, por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público em Lavras, denunciou gastos irregulares da administração pública do município. Segundo apurado, vereadores, a prefeita Jussara Menicucci e vice-prefeito Cassimiro da Silva pagaram despesas particulares com dinheiro público.

Foram desviados R$ 488.738,30 em verbas de gabinete pelos vereadores e R$ 28.211,20 em diárias de viagem pelos chefes do Executivo.

A Câmara dos Vereadores vinha, desde 2001, editando atos normativos regulamentando o pagamento da verba indenizatória para despesas como combustível, alimentação e telefone. No entanto, foram encontrados diversos abusos no ressarcimento das despesas. Há vereadores que gastaram mais de R$ 20 mil em gasolina, apesar de morarem próximos à sede da Câmara Municipal. Um cálculo rápido demonstra que, em média, eles percorriam 3.000 km todos os meses.

Além disso, as despesas indenizadas deveriam ser custeadas pela Câmara e contratadas por meio de processo licitatório. No entanto, era dado aos vereadores o poder de adquirir os produtos livremente. Dessa forma, eles podiam angariar a simpatia dos fornecedores - um deles, inclusive, sobrinho de um dos vereadores e dono de uma padaria que fornecia alimentos para o seu gabinete.

No Executivo, foram constatados gastos irregulares referentes ao pagamento de diárias de viagem. Há despesas com a compra de bebidas alcoólicas e de refeições em restaurantes para terceiros, em Brasília, Belo Horizonte, São Paulo e Pouso Alegre.

Caso sejam condenados, os acusados poderão perder os cargos e seus direitos políticos e terão de devolver todas as quantias gastas irregularmente. Além disso, os vereadores foram denunciados pelo crime de peculato e podem ser condenados a até 12 anos de prisão.

Em entrevista ao Estado de Minas a prefeita disse que que há uma divergência de entendimento entre o MPMG e o Tribunal de Contas do Estado (TCE-MG) sobre o pagamento de viagens e diárias. "O MP entende isso de oura forma, mas eu estou com minha consciência tranquila. Estou certa e sigo as resoluções do TCE", afirma. "O promotor Eduardo de Paula Machado é novo, quer causar confusão em tudo. ele quer aparecer, para falar que o MP está trabalhando. Eu ganho R$ 10 mil e ainda vou ter que pagar para viajar?!", acrescentou a tucana, que ponderou que vai apresentar defesa.   

20/12/11

Fonte: Ascom Ministério Público de Minas Gerais

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
18 Comentário(s)

18 comentários:

  1. Anônimo17:26

    Eu já sabia que uma hora esse bandidos e bandidas de colarinho iriam ser denunciado! Viva o ministério público e viva a cidade de Lavras que ficará livre desta cambada de ladrões e ladras!

    ResponderExcluir
  2. Guilherme Valverde09:02

    É bom demais pra ser verdade. Eles vão recorrer. seria muito bom se finalmente alguem fosse punido por esse gasto abusivo do dinheiro público. aguardo os próxximos capítulos.

    ResponderExcluir
  3. Evânio10:59

    Essa notícia está repercutindo no Brasil inteiro e mais uma vez o nome de Lavras é exposto de forma negativa. Lamentável.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo14:43

    E agora José? A farra acabou; O ano acabou;
    Esperamos que o povo considere isso tudo na hora de votar.

    ResponderExcluir
  5. Jonas14:44

    Humm dessa fez até o vereador que se julga o "fodão" entrou no meio do rolo hein...rsrs cadê ele???

    ResponderExcluir
  6. Anônimo16:24

    Espero que dessa vez o povo saiba escolher seus governantes e coloque um ponto final nesta políticagem barata que existe por décadas em Lavras.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo16:27

    Não penso que o promotor queira causar confusão em tudo, conforme disse a prefeita; o fato é que a confusão já existe e ele está apenas trabalhando.

    ResponderExcluir
  8. Anônimo22:57

    nenhum promotor por mais inocente que fosse, iria acusar assim sem provas documentais, vide o final das redações, em fornteira, todos os envolvidos foram presos por peculato.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo11:14

    Pois é a senhora prefeitura ta achando 10.000 pouco entao de aumento para os seus servidores que ganham somenta 585,00.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo15:23

    Já chega, convoco todos os lavresens a uma passeata com nariz de palhaço e interditar a avenida principal (praça Dr. Augusto Silva). Aos professores que não tiveram aumento e foram ameaçadas, estas sim devem pedir a cabeça desses criminosos.
    Povo unido já mais será vencido.

    ResponderExcluir
  11. Anônimo20:24

    Absurdo isso, gente! Farra com dinheiro público, né? Enquanto isto, estamos aí assistindo e de mãos atadas. Espero que se faça justiça e que sejam todos punidos.

    ResponderExcluir
  12. Anônimo15:34

    MUITO BOM, A FARRA JÁ ESTAVA DEMORANDO A TER UM FIM!! PARABÉNS AO DR. EDUARDO E A TODOS QUE DENUNCIARAM. COMO SE NÃO FOSSE POUCO AINDA DEIXA OS FUNCIONÁRIOS SEM O 13° QUE TRISTEZA!!

    ResponderExcluir
  13. Anônimo09:23

    EVÂNIO, NÃO É O NOME DE LAVRAS NEGATIVO... E SIM DESTA CAMBADA DE BANDIDAS(OS) QUE ESTÃO PÚBLICOS, ASSIM AS PESSOAS ACORDAM E NUNCA MAIS VOTEM NESTAS CRIATURAS ABOMINÁVEIS E NOJENTAS! LAVRAS ESTARÁ BEM VISTA NO MOMENTO QUE COLOCAR GENTE SÉRIA NO PODER, ISTO QUE IMPORTA! PELO MENOS O DINHEIRO DOS LAVRENSES VOLTARÁ! VIVA O MP!

    ResponderExcluir
  14. Anônimo22:28

    fora corja de vagabundos , ate que enfim descobriram hein ,e agora e hora de fazer valer os nossos direitos como cidadões lavrense , mineiros e Brasleiros , fora muanmar kadaffi (s) de Lavras , abaixo ditadores.(ILUMINATES)

    ResponderExcluir
  15. Anônimo11:33

    Só tem político bandido em Lavras.....enquanto ralamos o mes inteiro pra ganhar salario minimo, esses pilantras recebem um puta dinheiro e gastam nossos dinheiros em besteiras...enquanto vivemos na merda, esses fdp vivem no bom e melhor...tomara que sejam todos condenados....

    ResponderExcluir
  16. Anônimo17:09

    ESTE ANO TEM ELEIÇÃO, É A NOSSA OPORTUNIDADE DE COLOCAR ESSA GENTE PARA FORA.

    ResponderExcluir
  17. Julio Zanin13:50

    Seu eu fosse esse promotor agora é que eu ferrava mesmo e sem piedade!

    ResponderExcluir
  18. Anônimo17:48

    por favor coloque esta informaçao na internet e reinvie-as para os principais jornais brasileiro.prefeita de Lago da Pedra,Maranhao atrasa bonus salarial de professores,e usa parte desse bonus salarial para fazer campanha eleitoral(em 2012).estamos precisando de fiscalizaçao da parte do governo federal. O governo maranhense esconde estes fatos midia brasileira.Gostaria muito que voces denuncia-se isto. Obrigado!

    ResponderExcluir