-->

Enchente provoca interdição de acesso a Ribeirão Vermelho

A Polícia Militar Rodoviária informou nesta segunda-feira (09),  que acesso ao município de Ribeirão Vermelho, através da rodovia 900AMG1635 está interrompido por tempo indeterminado.

Devido ao elevado índice pluviométrico dos últimos dias, o nível de água do Rio Grande excedeu ao limite normal, tomando as pistas da rodovia 900AMG1635, próximo ao bairro rural Niteroi.


O local está devidamente sinalizado e guarnecido por patrulhas da Polícia Rodoviária Estadual de Lavras.

Os motoristas que desejarem ter acesso ao município de Ribeirão Vermelho tem a opção de desvio pela rodovia BR 381, próximo ao município de Perdões, onde é possível seguir pela rodovia 900AMG1650. Esta rota aumenta a viagem em 21km.

09/01/12

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários:

  1. Anônimo23:38

    Até quando o patrimônio histórico ferroviário desta cidade vai aguentar as águas do Rio Grande. Força ao povo de Ribeirão Vermelho.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo08:51

    Sou carioca, moro em Nova Iguaçú-RJ, mas já morei em Perdões durante um bom tempo e conheço bastante a região. Estou realmente sensibilizado com tudo que vem acontecendo em todo o estado de Minas Gerais e principalmente a cidade de Ribeirão Vermelho, que conheço bem. Mando toda força e todo o pensamento positivo para os moradores da região. Força! Pois isso é apenas mais uma prova de Deus em nossas vidas que em breve passará.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo19:57

    Foi doloroso ver essas imagens da cidade que trabalhei durante 12 anos.Tenho um carinho e um amor sem tamanho por tudo isso e ver desta forma...
    Força a todos de Ribeirão Vermelho!

    Carla Mesquita-Petrolina-PE

    ResponderExcluir
  4. Anônimo20:30

    O patrimônio ferroviário não sei até quando irá suportar, mas as pessoas devem se concientizar que o Rio Grande estava lá antes de tudo e que deve ser respeitado, o que não vem ocorrendo com construções de hidrelétricas e assoriamento do rio.

    ResponderExcluir