-->

Governo de Minas envia ajuda humanitária a Ribeirão Vermelho e Ijaci

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) disponibilizou nessa terça (10/01) e nesta quarta-feira (11/01) ajuda humanitária aos municípios de Ijaci e Ribeirão Vermelho, atingidos pelas chuvas nesta semana.

A ajuda humanitária enviada à cidade de Ijaci nesta terça-feira (10/01) é composta por cestas básicas, cobertores, colchões, roupas, kits de limpeza e telhas e já começou a ser distribuída aos atingidos pelas chuvas. Já a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Ribeirão Vermelho receberá, nesta quinta-feira (12/01), cestas básicas, colchões, lonas e kits de limpeza.


Balanço

Desde outubro de 2011, início do período chuvoso, a Cedec enviou ajuda humanitária a outros três municípios da região do Sul do Estado: Andrelândia, Jacutinga e São João da Mata.

Em todo o Estado, já foram cerca de 135 toneladas de alimentos distribuídos pelo governo estadual, em todas as regiões, para vítimas de acidentes causados pelas chuvas. No total, o Governo distribuiu, desde outubro de 2011 até nesta quarta- feira (11/01), 8.540 cestas básicas para moradores de municípios. Também foram enviados 8.390 colchões, cerca de 7.000 cobertores, além de água potável, lonas, roupas, telhas e kits higiênicos.

Os municípios atingidos pelas chuvas, independentemente de haver decreto de situação de emergência, estão sendo beneficiados pelo envio de alimentos, colchões, cobertores, roupas e água potável. Além de serem distribuídos aos municípios, os mantimentos abastecem os 13 depósitos avançados do Governo – completamente estruturados para armazenar as doações – estrategicamente espalhados por todas as regiões de Minas.

11/01/12

Gostou? Então compartilhe!

Tags: ,

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: