-->

Homem é assassinado em frente a boate em Lavras

Um homem morreu após ser baleado na frente de uma boate na madrugada desta sexta-feira (21) no bairro Gato Preto, próximo à BR-265, em Lavras. Segundo a Polícia Militar, Carlos Eduardo de Jesus, de 32 anos, estava na porta do local quando foi atingido por dois tiros.

Os militares receberam informações que o autor dos disparos teria fugido em um veículo VW Fusca, cor clara, se tratando de mais de duas pessoas a bordo do automóvel.

Uma testemunha informou que morava juntamente com a vítima, e que pela manhã, o suspeito, 32 anos, envolvido com o tráfico, teria ido até o local onde este estava residindo, procurado pela vitima, querendo saber sobre um aparelho de telefone celular que estava com a mesma, ao que fez ameaças à vítima antes de deixar o local.

Perguntado a outra testemunha, esta informou ter visto o suspeito, entrando no salão da Boate, com um objeto nas mãos, onde teria batido com uma das mãos nas costas da vítima, levando o mesmo até a porta principal, de onde se ouviu dois disparos, deparando em seguida com a vítima entrando correndo no salão, o qual caiu próximo à porta.

Ainda de acordo com a PM, a vítima ainda caminhou para dentro do local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Diante das informações colhidas das testemunhas, os policiais militares iniciaram o rastreamento mas até a publicação desta notícia, ninguém foi preso.

21/09/12

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
3 Comentário(s)

3 comentários:

  1. Datena10:25

    Me dá ibagens, me dá ibagens! eu quero ibagens desse crime!

    ResponderExcluir
  2. Hernane11:24

    Morto por causa de celular? A vida já não tem mais nenhum valor. A violência em Lavras cresce assustadoramente a cada dia.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo21:39

    mulher nao chores por mim, mais sim pela sorte de teus filhos
    ate quando geração incredula ate quando eu vos suportarei

    ResponderExcluir