-->

Luminárias irá reativar Usina da Fumaça

Usina da Fumaça: depois de 30 anos será novamente reativada
A prefeitura assinou contrato de concessão com o Consórcio Luzboa, para a reativação da Usina da Fumaça, por um prazo de 30 anos. A empresa contratada foi a vencedora do processo licitatório (processo administrativo nº 05/2011 – concorrência pública 01/2011) e assinou o contrato no dia 17 de setembro.

Segundo Carlos Henrique Torres, diretor de operações do Consórcio Luzboa, a reativação trará grandes benefícios para a cidade. Primeiro é a questão da própria energia, que será gerada em Luminárias e, com isso, vai evitar picos. Isso acontecerá justamente porque a energia será gerada na própria cidade, daí vai para outros pontos de distribuição e não o contrário, quando acontece a perda de energia, na medida em que os pontos vão se distanciando. O segundo aspecto enfatizado por Torres é a geração de empregos. Somente para o processo de implantação da Usina, que levará cerca de um ano e meio, serão necessários 70 profissionais diretos e outros 90 indiretos. Torres afirma que Luminárias, quando a Usina estiver em funcionamento, poderá receber indústrias com muito mais tranquilidade, já que um dos quesitos para a instalação de uma fábrica é justamente a demanda de energia elétrica.

O diretor comenta que, para reativar a Usina, haverá reformas no local, bem como a troca de todos os equipamentos. Dessa forma, ao começar a funcionar, em 2014, irá gerar 10 vezes mais energia do que da época em que foi construída.

Torres comenta que o município ainda irá ganhar na área social, pois o Consórcio Luzboa é uma empresa preocupada com o social e sempre está disposta a estreitar parcerias para o apoio e a realização de projetos sociais.

O prefeito de Luminárias, Arthur Maia Amaral , além dos benefícios citados acima pelo diretor da Luzboa, afirma que a população de Luminárias vai ganhar muito mais qualidade de vida. Os benefícios passam pela qualidade da energia; um lago de 65 hectares será acrescido à obra e vai atrair pessoas e fomentar o turismo; aumento na arrecadação de ICMS e a prefeitura vai ter dinheiro para investir mais; e a geração de novos empregos. “Eu já conversei com diretores de grandes empresas de cidades vizinhas e que se mostraram interessados em trazer indústrias para Luminárias, justamente por causa da reativação da Usina. Para mim, esse será o maior benefício para o município”, diz Arthur.

História da Usina

Construída há mais de 50 anos, a Usina da Fumaça foi um empreendimento de grande porte para a época e contou com o apoio de grandes personalidades políticas. A concessão para a construção da Usina foi dada em 1953, na gestão do então prefeito Artur Martins de Andrade, mas as obras de fato começaram em 1954 e se estenderam pelas gestões de Salvador Ferreira Diniz e Artur Moura Maia (avô do atual prefeito). Mas não foi fácil começar nem terminar essa obra considerada “faraônica” na época. O prefeito Artur Moura Maia, para terminar a obra, teve que fazer empréstimo, sendo ele mesmo avalista do contrato. Para obter mais recursos financeiros foi realizada a venda de apólices para os luminarenses e prefeituras de todo o estado mineiro. No dia 15 de novembro de 1960 foi acesa a primeira lâmpada com a energia gerada pela Usina da Fumaça, posteriormente denominada Usina Hidroelétrica Professor João Franzem de Lima. Foi uma grande festa na cidade, mas como os recursos da prefeitura ficaram escassos, não houve dinheiro para uma festa de inauguração. A inauguração oficial só aconteceria quatro anos depois, em 16 de julho de 1964. Porém, em 1981, começaria uma série de problemas, pois a Usina já não conseguia suprir a demanda por causa do crescimento do município. No ano seguinte, a prefeitura, não tendo recursos para reestruturar a Usina, assina contrato com a Cemig para fornecimento de energia em Luminárias. Em 16 de julho de 1982, o Decreto 191 declarou a Usina Hidroelétrica Professor João Franzem de Lima como reserva ecológica e ponto turístico, pois não seria mais utilizada para gerar energia. E agora, 30 anos depois, a Usina será colocada novamente a funcionar.

24/09/12 - O Lavrense

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: