-->

Vereador de Itumirim tem mandato cassado por compra de votos

Atendendo pedido feito pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o juiz Célio Marcelino da Silva cassou o mandato de um vereador de Itumirim. Ele é acusado de compra de votos nas eleições municipais de 2012. Além da cassação, o então vereador terá que pagar uma multa de aproximadamente R$ 25 mil e ficará inelegível por oito anos. O vereador, agora cassado, foi o terceiro mais votado nas eleições municipais de 2012, obtendo 193 votos.

A abertura de inquérito eleitoral e posteriores investigações tiveram como origem uma denúncia recebida pelo MPMG. Apurou-se que o então vereador tinha o hábito de distribuir brinquedos, sacos de cimento, madeira, utensílios domésticos, eletrodomésticos, entre outros bens, aos eleitores com o objetivo de obter-lhes o voto.

Depois de ouvir várias testemunhas, que afirmaram ter recebido bens das mãos do vereador, agora cassado, o promotor de Justiça Wesley Leite Vaz verificou que, entre 17 de setembro de 2009 e 2 de outubro de 2012, o então vereador comprou 64 produtos entre bonecas, secadores de cabelo, batedeiras e tanquinhos de lavar roupas. A maioria dos bens distribuídos aos eleitores, segundo o MPMG, foi adquirida em Lavras.

Questionado à época pelo MPMG, ele disse que todos os bens adquiridos estavam em seu poder e não teriam sido distribuídos a eleitores. Disse ainda que, em razão disso, não poderia ser responsabilizado por supostas doações realizadas antes da data do registro de sua candidatura. As informações são do jornal O Tempo.

╝ Leia também:

Prefeito de Lavras tem mandato cassado por abuso de poder econômico

20/06/13

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: