-->

Magro-gordo corre grande risco de ter doenças cardíacas

Um corpo magro não necessariamente é sinal de saúde. Pelo menos é o que garantem os especialistas. Pode parecer contraditório, mas algumas pessoas, embora sejam magras, possuem um alto índice de gordura no corpo. São os conhecidos como magros-gordos. Nesses casos, embora a pessoa conviva muito bem com o espelho, corre o risco de adquirir doenças comuns a indivíduos obesos, como os problemas cardiovasculares, diabetes ou pressão alta.

O excesso de gordura nestas pessoas, normalmente, é provocado pela má alimentação ou falta de atividade física. Há um desequilíbrio entre as massas corporais: muita gordura e pouco músculo. Mesmo aparentemente magros, o índice de gordura corporal é acima de 28% - a taxa de gordura normal é de 18 a 28% para mulheres e de 10 a 20% para homens. Gabriela Nunes, nutricionista do HCor, afirma ainda que buscar um peso específico pode ser prejudicial à saúde. Isto porque ele vai variar de pessoa para pessoa, dependendo da idade, sexo, altura, atividade física e história do peso habitual da pessoa.

Gabriela diz que para calcular o peso ideal é preciso considerar também a composição corporal, quanto há de massa magra e quanto há de massa de gordura. Desta maneira, o índice de massa corporal (IMC), fórmula que divide o peso (em quilogramas) pela altura (em metros) ao quadrado e é usada para verificar se o peso é proporcional à sua altura da pessoa não deve ser seguida à risca. Com informações do IG.

27/10/13

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: