-->

Blitz da Lei Seca começa neste final de semana em Lavras

Começa neste fim de semana a caçada aos motoristas que dirigem embriagados em Lavras. A fiscalização da Lei Seca visa cumprir os objetivos propostos no Plano Mineiro de Prevenção e Atendimento a Acidentes de Trânsito Terrestre, através da campanha intitulada “Sou Pela Vida. Dirijo sem Bebida”. Segundo a assessoria de imprensa da 6ª Região da Polícia Militar, sediada em Lavras, serão desencadeadas operações de trânsito com intensificação de abordagens a condutores de veículos nos locais onde há maior concentração de bares e eventos e naqueles onde acontecem mais acidentes com pessoas alcoolizadas ao volante.

Quem pode cair na Lei Seca

—O índice de tolerância é praticamente zero. São liberados da punição os condutores que, ao soprarem o bafômetro, expelirem até 0,04 miligramas de álcool por litro de ar. A ingestão de uma latinha de 350 ml de cerveja, por exemplo, já seria suficiente para cair na Lei Seca. Em média, com esta quantidade o bafômetro apontaria 0,10 miligrama de álcool por litro de ar expelido dos pulmões.

—De 0,05 mg/l até 0,33 mg/l é aplicada sanção administrativa: multa de R$ 1.915,40, recolhimento da habilitação por 24 horas e prazo de 30 minutos para encontrar um condutor habilitado que possa conduzir o veículo. Caso não haja outro motorista, o automóvel é guinchado e levado para o depósito do Detran. O condutor sofre processo administrativo e corre o risco de ter a habilitação suspensa por um ano.

— Acima de 0,34 mg/l enquadra-se em crime no trânsito: prisão em flagrante, veículo recolhido para o depósito do Detran, suspensão do direito de dirigir, ocorrência policial e encaminhamento para a delegacia de polícia, onde será calculado o valor da fiança. Caso não pague, o condutor é levado para o presídio e pode cumprir pena de seis meses a três anos. É aplicada multa de R$ 1.915,40.

Importante: com a nova Lei Seca, mesmo quem se recusar a fazer o teste do bafômetro poderá ser enquadrado. A lei permite outras formas de confirmação da embriaguez ao volante: o agente fiscalizador pode perceber através de sinais que indiquem, segundo o Contran, alteração da capacidade psicomotora e pode se utilizar também de imagens, vídeo e testemunha.

05/11/13

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
15 Comentário(s)

15 comentários:

  1. Antônio Coutinho16:31

    Se a policia levar essa fiscalização a sério, pelo menos metade dos bares/boates da cidade vai ter que fechar as portas. Ou as celas do presidio da cidade ficaram ainda mais apertadas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo07:16

      Só assim para o brasileiro aprender a ser educação e respeitar as leis e a vida alheia! É isso aí, blitz já!

      Excluir
  2. Anônimo18:03

    Concordo com a lei seca no volante, só não concordo com o valor da multa, eles ja roubam o suficiente de nós, mas Brasileiro é tudo idiota, só faz barulho, "O Gigante Acordo" em 3,2,1 "O Gigante Dormiu" "morreu"...

    ResponderExcluir
  3. Será que a fiscalização também vai pegar essa galerinha de república que fazem seus "esquenta" nas festas tipo essas micaretas que tem todos os anos ou os rodeios?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renan19:14

      Na república póooode! o que não pode é chapar o coco e sair dirigindo, viu?

      Excluir
  4. Anônimo19:16

    Ai cachaça...

    ResponderExcluir
  5. Anônimo19:17

    Se beber não dirija.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo20:30

    "Quem pode cair na Lei Seca" Até quem usar Listerine....

    ResponderExcluir
  7. Considerar "crime" acho exagero, seria a mesma coisa que uma pessoa pensar em matar já ser considerada criminosa (só pelo fato de beber alguma coisa e não fazer nada...). Multa concordo, mas se tomar uma cerveja de leve e ser considerado criminoso, como se fosse assassino, marginal é d+. Porque não pega o efetivo da polícia e acabam com os traficantes? Claro.. estão ocupados com os cidadãos comuns que beberam uma cerveja. Pq? para o governo é + fácil pegar pessoas honestas que traficantes perigosos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A polícia nunca vai acabar com o tráfico nem muito menos com traficantes, pois não tem lei que deixa um cara desses muito tempo preso, conheço vários que já foram presos mais de duas vezes e voltam pra rua pra fazer a mesma coisa. Acho que a briga não é por aí meu caro o negócio é muito mais no alto, mas é muito mais fácil falar da policia que é apenas uma parte de toda engrenagem que há por trás.

      Excluir
    2. Concordo exagero também, tomar apenas um pouco e já ser conduzido para DP e d+, mas essa de pegar efetivo e acabar com tráfico, isso é uma tremenda bobagem que vc falou. O tráfico não é um problema só de polícia mais, e um grande problema politico, conheço vários traficantes que já foram presos 1 ou duas vezes e acabam voltando pra rua pra traficar novamente, estamos precisando é de leis mais rígidas como essa lei seca para traficantes e isso não é a polícia que vai fazer. O problema ta lá em cima, mas achar alguém mais próximo para culpar é muito mais fácil do que entender toda a sistemática da coisa.

      Excluir
  8. Anônimo14:02

    Ainda bem que eu bebo só o dia que tem feira e fim de semana. kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  9. Anônimo19:21

    vamos por este policias para trabalhrar nao fazem nada alem de ficar paseando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo14:40

      É , ficam passeando e não patrulhando neh, como por exemplo pra evitar que sua filha, mãe seja estuprada, sua casa seja roubada, que vendam drogas para seu filho.... Vc tem toda razão mesmo!!!!

      Excluir
    2. Anônimo10:32

      UMA PIADA VC.A POLICIA SÓ APARECE DEPOIS E SE APARECE.ELES ESTÃO PRECISANDO IR NAS LINHAS DE TREM A NOITE PERTO DA BAUNILHA.DUVIDO...RSRSRS

      Excluir