-->

Especialistas recomendam 2014 com menos sal e mais ervas, alho e cebola

Para fugir da temida hipertensão e aproveitar pratos saborosos neste 2014, os brasileiros devem pôr no prato mais ervas, alho e cebola e diminuir a mão no sal. No país, a pressão alta afeta um em cada quatro pessoas adultas, chegando a mais de 50% daquelas com mais de 60 anos. Além disso, 5% das crianças e adolescentes sofrem com o problema que é responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal.


No Brasil, o consumo per capita de sal é de 10 gramas diários, o dobro do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Então, para dar um gostinho extra nos alimentos sem prejudicar a saúde, os cardiologistas recomendam substituir temperos prontos pelos naturais com benefícios como atuação antiinflamatória e poder antioxidante. Itens, como gengibre e cebola, ajudam o corpo a inibir inflamações, fortalecem o sistema imunológico, além de aumentarem a capacidade do corpo de lutar contra a ação de micro-organismos como vírus, bactérias e fungos prejudiciais à saúde. Já a salsa funciona como um diurético suave (aumenta o volume e o grau do fluxo urinário) além de ajudar na digestão. No caso da pimenta, além de ser fonte de vitaminas B e C, o tempero tem propriedades anti-inflamatórias e já existem estudos que relacionam o consumo à prevenção de câncer de pele, próstata e artrite.

Os especialistas orientam ter sempre à mão porções de temperos, de acordo com o estado físico e emocional. Para a dieta de desintoxicação, a recomendação é usar pimenta-do-reino (aumenta o ritmo do metabolismo), ou cominho (estimula o sistema digestivo), cúrcuma (melhora a imunidade), canela (ajuda o controle da pressão arterial e do colesterol), gengibre (antiinflamatório, reduz quadros de dores) e cardamomo (auxilia o trato gastrintestinal). Informações do IG.

06/01/14

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: