-->

Piso nacional dos professores subirá 8,32% em 2014

O piso nacional dos professores de educação básica deverá ser fixado este ano em R$ 1.697,39, para uma jornada de 40 horas semanais. O valor é calculado com base na comparação da previsão de custo por aluno anunciada em dezembro de 2012 (R$ 1.867,15) com a de dezembro do ano passado (R$ 2.022,51).

A portaria com o novo valor ainda não foi publicada  na última sexta-feira, porém, segundo o Ministério da Educação (MEC), isso deve acontecer ainda neste mês. A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) diz que o reajuste ficou aquém do que a entidade estimava, 15%. Em nota, a CNTE argumentou que “dados já consolidados do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), até novembro de 2013, apontam crescimento do valor mínimo de aproximadamente 15%.

A Confederação Nacional de Municípios estima que, para o reajuste de 8,32%, haverá aumento de R$ 4,151 bilhões no pagamento do magistério. Com isso, a média do comprometimento das receitas do Fundeb com salários dos professores irá para 79,7%.

27/01/14

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
8 Comentário(s)

8 comentários:

  1. Regina10:29

    Estamos esperando que o prefeito Cherem cumpra o que foi prometido em campanha em implante em Lavras o piso nacional. Ano passado não tivemos nenhum aumento e isso foi muito frustrante. Vamos aguardar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo11:01

      Tenha um pouco mais de paciência e vocês terão um bela surpresa.

      Excluir
  2. Anônimo15:24

    Eu não sou funcionário da prefeitura mas minha esposa é professora. Lembro-me bem dessa promessa dele quando vereador. Quem promete tem de cumprir. Acredito que ele vai honrar esse compromisso sim pois para mim, é uma pessoa extremamente inteligente e ciente do que fala. Educação com com certeza vai ser prioridade em seu governo. Cumpra o que diz e as urnas serão prova do seus atos.

    ResponderExcluir
  3. Márcio Nilo20:18

    Em 2011, quando ainda era vereador, o Cherem apresentou uma emenda que determinava que a prefeitura pagasse o piso nacional aos professores municipais. Ela foi rejeitada. Enio, Anderson garçom, Julio amarelo, Duti e Chapisco votaram contra. Hélio haddad não foi na reunião nesse dia. Hoje ele é prefeito e tem maioria...vamos tentar de novo dr. Cherem?

    ResponderExcluir
  4. Zé Afonso10:45

    Eu acho que o Cherem errou feio na escolha de algumas pessoas em postos chave de seu governo. Errou também ao manter ao seu lado alguns parasitas que estavam no governo passado e que agora estão eufóricos com a possibilidade de Silas assumir a prefeitura.

    ResponderExcluir
  5. Silvana08:08

    Eu gostei do kit de material escolar entregue aos alunos da rede municipal. Muito bom. Pela primeira vez um prefeito compra um material decente, de boa qualidade. É um começo.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo11:32

    Não fez mais que a obrigação.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo23:00

    O problema meu amigo é que os outros não faziam a obrigação. Se todo governante fizesse o que tem de ser feito e o que dá para ser feito, como o Marcos Cherem está fazendo, com certeza as coisas estariam melhores aqui e no resto do país. Sou servidora da Educação efetiva, com muito orgulho há 21 anos e não tenho cargo comissionado. Nunca, disse NUNCA, vi um prefeito dar tanta prioridade ao ensino e aos funcionários. Tomara que a justiça decida por ele ficar, se não quem vai perder somos todos nós, servidores, pais, filhos. Essa é minha opinião e se meu voto não vale nada, pra que obrigar a votar? É só puxar o tapete e pronto: virou prefeito.

    ResponderExcluir