-->

TRE adia a decisão sobre cassação do prefeito de Lavras

Um pedido de vistas adiou a decisão que definirá o futuro político do prefeito Marcos Cherem (PSD). O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu nesta terça-feira (25) adiar para a o dia 06 de março a definição sobre se são cabíveis os embargos de declaratórios, tipo de recurso para contestar omissões, contradições ou obscuridades no acórdão (documento que resumiu as decisões tomadas durante o julgamento).

O pedido de vistas foi feito pelo juiz Wladimir Rodrigues. Os votos anteriores são pela rejeição dos mesmos.

No último dia 30 de janeiro, por quatro votos a um, a Corte Eleitoral mineira confirmou a cassação do prefeito Marcos Cherem, e de seu vice, Aristides Silva Filho, ambos do PSD, por abuso de poder econômico e uso indevido de meios de comunicação.

A ação de impugnação de mandato eletivo foi proposta pela Coligação “Unidos por Lavras”, Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e Silas Costa Pereira (PSDB).

Marcos Cherem foi eleito prefeito de Lavras em 2012 com 23.973 votos (46,88%), e o segundo colocado, Silas Costa Pereira (PSDB), conseguiu 19.376 (37,86%). Cherem não chegou a sair do cargo, amparado por liminar que concedeu efeito suspensivo ao recurso (até o julgamento do caso no TRE).

26/02/14
╝ Leia também:
Senador defende redução da maioridade penal para 13 anos Propaganda eleitoral terá início dia 6 de julho, prevê legislação Eleitor tem até o dia 7 de maio para tirar ou transferir título

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
14 Comentário(s)

14 comentários:

  1. Renan09:27

    Grazadeus!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo09:48

    Pelo amor de Lavras! deixa o homem trabalhar pô!!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo10:47

    Eu não tenho partido, mais estou cansada de só ouvir julgamentos ridiculos da politicas de lavras, cachorro grande brigando e coitados dos servidores (cachorros pequenos entrando na dança)...afff....Essa politica de Lavras virou uma piada... partidos que não sabem perder apontando hoje o que fizeram ontem... servidores que perderam cargos tentam ridicularizar, apelam, ofende quem estão no cargo hoje, mais loucos para estarem no cargo amanhã...Alguém liga o senso de ridículo desse povo e deixa LAVRAS seguir...quem sabe em 2016 eles possam ficar em cima da folha de papel novamente....O POVO VAI ESCOLHER....

    ResponderExcluir
  4. Anônimo11:07

    Pelo que eu li não é bem como diz o título dessa reportagem,o que foi mudado para o dia 06/03 não é sobre a cassação e sim se ele pode ficar no poder quando estiver sendo julgado em Brasília.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo11:36

    Votei, mas não precisam respeitar meu voto. Perdi meu voto. Nas fotos da passeata pode-se identificar que parecia organização de pessoas que trabalham com cargos comissionados. Se for decidido pela cassação estes perdem seus empregos. Isto explica tudo. Sem falar que estes se acham os donos da cidade agora , em muitos setores quando se precisa nota-se a arrogância e falta de ética.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo15:29

      Não... você não votou no Dr marcos. Você é um dos que perderam a boquinha.

      Excluir
  6. Mazinho13:18

    Apenas prolongaram o i-n-e-v-i-t-á-v-e-l. Ele vai ter que sair de qualquer jeito. Pode recorrer...mas não no cargo. Embora ninguem fale isso abertamente, é fato. Eu só torço para, caso Silas assuma, que ele dê uma banana pra esses PARASITAS que ajudaram a afundar a gestão da Jussara. Caso contrario podem ter certeza que ele vai se ferrar com força. abre o olho Silas!

    ResponderExcluir
  7. Anônimo14:23

    O pulso ainda pulsa...

    ResponderExcluir
  8. Anônimo16:08

    olha só coloca 200 funcionarios zé povinho na ruas bebendo ja antecipando o carnaval e fala que a cidade ta manisfestando kkkkkk essa midia de Lavras puxa saco ai coloca só oque a sociedade de Lavras não sabe pelos meus calculos a cidade tem mais de 90 mil habitantes é só trabalhador publico que tava la fazendo bagunça vestidos de palhaço só faltou a tenda e os malabares kkkk "SÓ TEM MEDO DE PERDER O EMPREGO AQUELE QUE TEM MEDO DE TRABALHAR" os cargos comissionarios tão preocupados porque o salario é gordinho e vai ficar magrinho kkkkkkkk se essa justiça falhar é porque o cara a mais poderoso que o poderoso chefão, porque a justiça tem que agir com a razão e não pela emoção de 200 zé povinho que trabalharam na campanha desse ai.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo17:58

    Informação equivocada, o juiz Wladimir abriu mão da vista e será concluído o julgamento dos embargos na quinta feira (27). Silas deverá ser diplomado após o carnaval na quinta feira e assumir a prefeitura. O sonho turco realmente acabou!

    ResponderExcluir
  10. anjinha22:36

    Ooo Povinho nojento,quando entra um prefeito que faz as coisas boas nessa cidade miserável o povo quer tirar,depois que aquela ladra ficou um tempão roubando o coitado que vai levar como ruim...coitado dos lavrenses se o Silas entrar...ai vcs vão ter oq reclamar!!!

    ResponderExcluir
  11. Anônimo09:10

    esta e minha lavras brincadeira

    ResponderExcluir
  12. Anônimo12:35

    coitado do povo lavrense1 gente que não sabe perder e não quer largar o osso de jeito maneira. será que o silas não terá vergonha de entrar já que ele não ganhou? Que coisa feia, silas!...está mostrando que vc quer entrar num lugar onde vc não é bem vindo, de aqcdordo com as eleições.

    ResponderExcluir
  13. Anônimo11:51

    Então vice, seu metido.

    ResponderExcluir