-->

Nelson Freire e Filarmônica de Minas Gerais se apresentam em Boa Esperança

A cidade de Boa Esperança, que já é o berço do mundialmente reconhecido pianista Nelson Freire, será palco de um momento muito especial para a música. Juntos, Nelson e a Filarmônica de Minas Gerais interpretam o Concerto para piano nº 4 em Sol maior, op. 58, de Beethoven, em concerto ao ar livre, que será realizado no dia 1° de agosto, às 20h, na Praça do Fórum.

Nelson Freire ganhou o título de “um dos maiores pianistas dessa ou de qualquer outra geração” pela revista Times. - Foto: Rafael Motta

No concerto, a Orquestra também executa o Hino Nacional Brasileiro, de Francisco Manuel da Silva; A Abertura de O navio fantasma, de Wagner; O quebra-nozes, op. 71: Valsa das Flores, de Tchaikovsky; e a Protofonia de O Guarani, de Carlos Gomes.

Nascido em Boa Esperança, Nelson Freire mostrou, desde menino, talento para a música e para o piano. Aos quatro anos fez sua primeira apresentação pública e, aos doze, foi premiado no Primeiro Concurso Internacional de Piano do Rio de Janeiro, recebendo uma bolsa de estudos do governo brasileiro para estudar em Viena. De lá pra cá, o menino prodígio do interior tornou-se um dos grandes pianistas do mundo e é hoje um artista universalmente consagrado, convidado a tocar nas melhores salas de concerto, com as orquestras mais prestigiosas e os regentes mais em evidência. O último recital de Nelson Freire em sua terra natal foi em 1994, por ocasião do aniversário de 50 anos do artista.

Duas vezes eleita melhor orquestra do Brasil e com gravações em âmbito internacional, a Filarmônica de Minas Gerais faz a sua estreia em Boa Esperança. Hoje em sua sede própria, a Sala Minas Gerais, a Orquestra foi criada em 2008, com o intuito de inserir Minas nos circuitos nacional e internacional da música orquestral. Formada por 94 músicos, vindos do Brasil, Europa, Ásia, Américas e Oceania, e sob a direção artística e regência titular do maestro Fabio Mechetti, a Orquestra é administrada pelo Instituto Cultural Filarmônica, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) e mantém sua estrutura artística executando sua vigorosa programação por meio de recursos públicos e privados, auditados anualmente para validar sua gestão.

Para aqueles que queiram conhecer mais sobre o pianista, no dia 30 de julho, às 18h, na Sala Minas Gerais, e no dia 02 de agosto, às 11h, na Casa da Cultura de Boa Esperança, haverá o lançamento do livro Nelson Freire, o homem e o artista, escrito pelo professor Ricardo Arnaldo Malheiros Fiúza.

14/07/15

Gostou? Então compartilhe!

Tags: ,

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: