-->

Crea-Minas se reúne com produtores do agronegócio no Sul de Minas

Os produtores rurais do Sul de Minas vão se reunir com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) para debaterem sobre a segunda fase das ações de fiscalização do agronegócio. O encontro será realizado em Varginha, sede da Regional Centro-Sul do Conselho, no dia 19 de maio de 2016, no auditório da Cooperativa da Minas Sul.

Nesta reunião, gestores do agronegócio da cafeicultura serão informados sobre as atividades a serem fiscalizadas, inclusive com esclarecimento de dúvidas. Também vão participar do encontro representantes do agronegócio da Regional Centro-Sul, além de lideranças locais, instituições do setor e interessados no tema. Já a ação de fiscalização será realizada do dia 27/06 a 1º de julho nas cidades de Lavras, Três Pontas, Boa Esperança, Campo do Meio, Campos Gerais, Campo Belo, São Sebastião do Paraíso e Guaxupé, e vai se concentrar na cafeicultura.

O fiscal especializado em agronegócio do Crea-Minas, técnico agrícola Carlos Roberto Alves, informa que a reunião é uma oportunidade para que os produtores entendam como é o processo de fiscalização. “A nossa intenção não é punir e, sim, orientar. A proposta da reunião é aproximar os produtores do Conselho e divulgar a ação para que todos tenham tempo para se adequarem à legislação. Durante a fiscalização, queremos constatar a regularidade dos empreendimentos”, afirma Carlos.

Balanço

A primeira etapa da fiscalização na Regional Centro-Sul, realizada em novembro de 2015, focou nas unidades de armazenamento de produtos agrícolas e empresas certificadoras do setor, sendo 179 estabelecimentos fiscalizados. Em todo o estado, foram 1.040 ações de fiscalização, distribuídas em 13 tipos de empreendimentos do agronegócio.

O gerente de Fiscalização do Crea-Minas, engenheiro mecânico Guilherme Rodrigues, destaca que o resultado foi bastante positivo e superou expectativas. “Ao final da primeira etapa, conseguimos alcançar 98,1% de regularidade nas atividades fiscalizadas sem a necessidade de autuação. Os autuados somaram 1,9% do total, o que está abaixo do índice do Conselho, que gira em torno de 5%”, completa Guilherme.

05/05/16

Fonte: Ascom Crea-Minas

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: