-->

Ex-delegado de polícia de Lavras é condenado pelo descumprimento de requisições judiciais

Um ex-delegado regional de Polícia Civil de Lavrasfoi condenado pela Justiça à perda da função pública – ou até da respectiva aposentadoria - , suspensão dos direitos políticos pelo prazo de três anos, pagamento de multa e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios também pelo período de três anos. As sanções, previstas na Lei n.º 8.429/92, a Lei de Improbidade Administrativa, foram impostas a pedido do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), que acusou o ex-agente público pela prática do crime de desobediência.

Conforme o MPMG apontou na ação ajuizada na comarca de Lavras, o ex-delegado deixou de cumprir inúmeras requisições feitas pelo Poder Judiciário local. “Ele deixou de proceder a diligências investigatórias, prestar informações, remeter laudos periciais e outros documentos imprescindíveis ao julgamento de processos que tramitavam nas duas varas criminais da comarca. A conduta omissiva gerou inconvenientes e, em alguns casos, prejuízos insuperáveis”, apontam, na ação, os promotores de Justiça Wesley Leite Vaz e Aécio Rabelo. Segundo o MPMG, o então agente descumpriu, pelo menos, 60 requisições judiciais.

Ao julgar o pedido do MPMG, o juízo de Lavras considerou que o acusado desrespeitou os princípios da moralidade, eficiência e legalidade, previstos na Constituição Federal, bem como regras estabelecidas pelo Código de Processo Penal e pela Lei Orgânica da Polícia Civil de Minas Gerais.

Sobre a alegação da defesa do ex-delegado de suposta falta de estrutura da Polícia Civil para o cumprimento das requisições judiciais, a Justiça considerou que, além de não comprovado, o argumento cai por terra tendo em vista que, após ele ter deixado o cargo, as diligências começaram a ser cumpridas.

21/06/16

* Com informações da Ascom Ministério Público de Minas Gerais

Gostou? Então compartilhe!

Tags: ,

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
1 Comentário(s)

1 comentários:

  1. Anderson20:52

    Uh coisa boa! nada como um dia após o outro.

    ResponderExcluir