-->

Estudantes da UFLA participam do Encontro de Negros, Negras e Cotistas da União Nacional dos Estudantes

Estudantes da Universidade Federal de Lavras (UFLA) participam da 5º edição do Encontro de Negros, Negras e Cotistas da União Nacional dos Estudantes (ENUNE). O evento, que realizado nos dias 5, 6 e 7 de agosto em Salvado (BA), tem como tema "MINHA PRESENÇA TE INCOMODA? CONQUISTAR DIREITOS E AFRONTAR O RACISMO". O encontro será um espaço de articulação e síntese das mais variadas experiências de enfrentamento ao racismo.

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) será representada por três estudantes da graduação. Isadora de Oliveira Ramos (Engenharia Química), Laissa Ferreira (Filosofia) e Cleyson Duarte, mais conhecido como Zulu (Educação Física).

Isadora, Zulu Duarte e Laissa Ferreira. Foto: Divulgação
Eles fazem parte da equipe de organizadores do Encontro do Orgulho Crespo de Lavras, evento que visa o empoderamento e união dos afrodescendentes de Lavras e região. O encontro que já teve sua terceira edição na cidade, se tornou um projeto de extensão cadastrado na Universidade Federal de Lavras e realizado juntamente com outros três estudantes, todos membros da equipe organizado do Orgulho Crespo.

Para a diretora de mulheres da UNE, Bruna Rocha, ser a cidade mais negra do mundo fora do continente africano indica muita coisa sobre a cultura de Salvador. "É uma cidade sofrida, porém acolhedora e com um traço de resistência muito forte. O povo tem uma personalidade muito alegre e corajosa, uma diversidade impressionante e muita irreverência”, conta ela, que é uma soteropolitana orgulhosa.

Nesta edição estamos comemorando 10 anos da realização do ENUNE e a escolha do tema do encontro é ‘A minha presença te incomoda? Conquistar direitos e afrontar racismos’ porque ainda hoje nossa presença em espaços como a universidade inquieta brancos ricos insatisfeitos com suas perdas de privilégios”,  Rodger Richer, diretor de Combate ao Racismo da UNE.
O local escolhido para concentrar o evento também tem uma história marcante. A Universidade Federal da Bahia (UFBA) também é muito representativa para os estudantes negros do país.
A instituição foi uma das primeiras universidades federais do país a adotar o sistema de cotas raciais. Após amplo debate e muita pressão do movimento negro e estudantil, a universidade iniciou a implantação do seu Programa de Ação Afirmativa com o primeiro vestibular, em 2005, que incluiu reserva de vagas para alunos negros, quilombolas e também da escola pública, índios e índio-descendentes.

Os estudantes também foram responsáveis por promover o debate em torno do tema enriquecendo o processo de democratização da universidade e contribuindo para o aperfeiçoamento do sistema enfim aprovado, tornando-o modelo adotado pelo projeto de lei enviado pelo MEC ao Congresso Nacional.

Os debates acontecerão na parte interna do Centro de Educação Física e Esportes da UFBA, localizado bairro de Ondina, zona sul da cidade. O bairro é cortado pela famosa Avenida Oceânica e abriga diversos restaurantes, bares e também o Palácio do Governador. Este último está localizado no Alto de Ondina, elevação que é um dos atrativos locais.

04/08/16

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: