-->

Nova regra diminui o poder dos chamados “puxadores de votos” nas eleições deste ano


Uma nova regra válida a partir das eleições 2016 diminuiu o poder dos chamados “puxadores de votos”, entre os candidatos a vereador. São aqueles que conseguem um resultado capaz de eleger colegas de partido com baixa votação. Isso sempre aconteceu em função do quociente eleitoral. Ele ainda vale, mas agora com uma novidade.
O quociente eleitoral é a chave para entender como funcionam as eleições para deputados e vereadores no Brasil. O sistema é chamado de proporcional, de lista aberta. Proporcional ao número de votos obtidos pelo partido e de lista aberta, porque são eleitos os nomes indicados pela legenda numa relação.

Funciona assim: Primeiro, é preciso contabilizar os votos válidos de um município, ou seja, o total de votos computados numa cidade, menos os brancos e nulos. Esse total é dividido pelo número de cadeiras existente na câmara de vereadores local. O resultado é o quociente eleitoral.

Depois, é preciso dividir o número de votos válidos alcançados pelo partido ou coligação por esse quociente eleitoral. Se a legenda conseguir três mil votos e o quociente for de mil, por exemplo, o partido terá direito a três vagas na câmara. Até as últimas eleições, os três candidatos da lista apresentada pelo partido, que recebessem mais votos, ocupariam essas vagas, mesmo que só um deles tivesse atingido uma votação expressiva, conhecido como “puxador de votos”.

Mas agora, além de contemplar toda essa conta, cada candidato vai ter que conseguir também, pelo menos, dez por cento do valor do quociente eleitoral. A intenção é evitar que candidatos com baixa votação sejam eleitos, beneficiados por outros mais votados.

Para prefeito, a conta é mais simples: ganha quem tiver mais da metade dos votos válidos, ou seja, sem os brancos e nulos. Se ninguém conseguir esse resultado, os dois mais votados vão para o segundo turno, mas apenas nas cidades com mais de duzentos mil habitantes. Nos municípios com população menor do que isso, vence quem tiver a maioria simples do total de votos.

29/09/16

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: