-->

Após trapalhada com impressão de carnês, prefeitura adia vencimento da primeira parcela do IPTU

O prefeito de Lavras José Cherem (PSD), decidiu adiar o pagamento da primeira parcela do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) que venceria nesta sexta-feira (24). Por meio de nota, a Secretaria Municipal da Fazenda e Planejamento informou que a data de vencimento do imposto com desconto (parcela única) ou da primeira parcela para aqueles que optaram pelo pagamento parcelado foi prorrogada para o dia 31 de março.

Depois da enxurrada de reclamações dos contribuintes, o prefeito decidiu também retirar a cobrança da taxa de expediente, no valor de R$5,82. De acordo com a nota divulgada pela prefeitura, os bancos estão autorizados a receber as guias que foram enviadas sem o respectivo valor.

Caso o contribuinte deseje emitir uma nova guia sem a Taxa de Expediente, poderá, a partir de 27 de março, procurar o setor de atendimento da Prefeitura, ou utilizar a opção de emissão disponível no site da prefeitura.

"Falha técnica"

Muitos contribuintes ainda não receberam os carnês para pagamento do imposto e, aqueles que já receberam e foram aos bancos ou casas lotéricas para efetuar o pagamento, levaram um susto ao descobrirem que o total de cada parcela a ser paga era maior do que o valor impresso nos carnês.

O motivo, segundo a prefeitura, seria uma 'falha técnica' na impressão das guias. Houve omissão de campo da taxa de expediente, no valor de R$5,82, o que resultou num valor menor, na demonstração do campo valor total, de cada guia resultante da leitura do código de barras. Ou seja, o valor a ser pago pelo contribuinte seria o resultado da soma de cada parcela mais a taxa de expediente, de R$5,82.

Segundo a Secretaria Municipal da Fazenda e Planejamento, os contribuintes que já realizaram o pagamento do IPTU poderão solicitar a restituição ou compensação.

 ■ Leia também:

Polícia Militar em Lavras se torna autossuficiente em energia elétrica
Polícia Militar de Minas Gerais, por meio da 6ª Cia PM Ind MAT, dá um passo em sustentabilidade e economia dos recursos financeiros estaduais com a implantação de um sistema fotovoltaico em Lavras
MP desmente boato sobre retirada de Food Trucks da Praça Augusto Silva
A 3ª Promotoria de Justiça de Lavras divulgou nesta segunda-feira (13), uma nota de esclarecimento negando que tenha sido determinada pelo órgão a retirada dos Food Trucks da área central de Lavras.

24/03/17

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
6 Comentário(s)

6 comentários:

  1. Junior09:52

    O "trabalho" está de volta!!kkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Anônimo11:34

    O prefeito Zé Cherem só tirou a tal taxa de expediente pq o povo recramou. ia passa batido e nós ia ser roubado pela prefeitura. vergonha esse prefeito.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo19:31

    E a capina do trecho da MG 335 que foi municipalizados para atender interesse da coca cola. A prefeitura não capinar o acostamento? Com a palavra o possato, pai dessa aberacao.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo19:33

    O segundo pior prefeito dá história das Lavras de Santana do Funil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zé Afonso09:24

      segundo até agora né. O Zé ta lutando pela liderança...rsrs Quanto ao terceiro lugar esse é sem duvida nenhuma do João B. Soares (no seu 2º mandato) um "colosso" kkkk

      Excluir
  5. Anônimo20:43

    Brincadeiras a parte, nos tamo fudido com estes políticos que elegemos. Ah se arrependimento matasse.

    ResponderExcluir