-->

Lavras sediará seminário do Plano Integrado de Recursos Hídricos da Bacia do Rio Grande

Série de eventos vai apresentar as demandas futuras
 e as interfaces com a disponibilidade hídrica da bacia do rio Grande
Lavras sediará, no dia 08 de agosto, um seminário regional do Plano Integrado de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Grande.

O evento será realizado no Anfiteatro 2, do Núcleo de Educação Continuada (NEC), no campus da Universidade Federal de Lavras. A iniciativa da Agência Nacional de Águas (ANA) e do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Grande (CBH Grande) que promoverá 13 encontros em municípios das bacias afluentes, entre os dias 1º e 14 de agosto.

Em Minas Gerais, os seminários serão realizados em diferentes datas nas cidades de  Lavras, Uberaba, Passos, São João Del Rei, Cambuí, Alfenas, Três Corações e Andradas. Os encontros em São Paulo acontecerão em Ribeirão Preto, Barretos, São José do Rio Preto, Franca e Campos do Jordão.

Durante os seminários serão apresentados o Prognóstico e o Plano de Ações do PIRH-Grande, documentos que apontam objetivos e metas de quantidade e qualidade das águas, levando em consideração as atuais e futuras demandas. Esses dois documentos compõem o plano de recursos hídricos da bacia hidrográfica e foram elaborados a partir de um amplo diagnóstico em que foram evidenciados os conflitos e problemas relacionados ao uso, à demanda e à disponibilidade hídrica em toda a área da bacia.

Dentre os principais conflitos identificados no diagnóstico podem ser citados: a degradação da qualidade da água, provocada pelas atividades industriais, minerárias, pelo lançamento de esgoto e mau uso do solo; erosão acentuada em toda a bacia; riscos de inundação; manejo inadequado do solo; escassez de pontos de monitoramento; e perdas no abastecimento de água em quase toda a extensão da bacia hidrográfica.

O Prognóstico do PIRH-Grande estimou quatro cenários para o uso das águas na bacia hidrográfica, a partir de critérios como o balanço hídrico, a identificação de áreas de conflito atuais e de potenciais conflitos futuros. Com base nos cenários propostos, o Plano de Ações pretende alcançar e manter a sustentabilidade hídrica e socioambiental da bacia e a sustentabilidade operacional do PIRH-Grande a partir de três componentes estratégicos, a saber: Instrumento de Gestão de Recursos Hídricos; Conservação dos Recursos Hídricos; e Governança.

Mais informações sobre os seminários regionais do PIRH-Grande podem ser obtidas pelo telefone (51) 3211-3944.

27/07/17

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: