-->

Domingos Sávio cobra retomada das obras do presídio de Lavras

O deputado federal Domingos Sávio esteve reunido com o secretário adjunto da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), Marcelo José Gonçalves da Costa. O encontro foi na cidade administrativa, em Belo Horizonte, e teve como pauta a retomada das obras da nova unidade prisional de Lavras.

Maquete do presídio de Lavras
Maquete do novo presidio estadual de Lavras.  Foto: Divulgação Governo de Minas

Na oportunidade, o deputado Domingos Sávio ressaltou a importância da conclusão da obra, que está localizada às margens da BR-265 - ao lado do viaduto da primeira alça do anel viário da cidade. “A cadeia de Lavras funciona de forma precária e em local inadequado. Pedi prioridade na retomada e conclusão da obra, considerada imprescindível tanto para os detentos quanto para os funcionários. A nova unidade prisional representa mais segurança para todos, refletindo também na sociedade. Fizemos esse apelo ao estado e coloquei-me à disposição para se necessário, buscar recursos federais”, destacou.

Segundo o parlamentar, o secretário adjunto comprometeu-se com a causa e, em breve, as obras que abrirão 388 novas vagas, deverão ser retomadas. O novo presídio será instalado em um terreno de 50 mil m² doado pela Prefeitura Municipal de Lavras.

28/09/17

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
2 Comentário(s)

2 comentários:

  1. Lúcio Soares16:25

    Até que enfim alguém toca nesse assunto. O atual presidio é uma vergonha para a cidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Mas, por enquanto, só o mesmo blá blá blá de sempre. Quando vai chegando o ano eleitoral esses politicos piram e começam a fazer promessas que nunca são cumpridas. Acham que o povo é trouxa...

      Excluir