-->

Em greve, servidores de Lavras realizaram manifestação em frente à Prefeitura

Manifestantes se reuniram em frente a prefeitura de Lavras.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras realizou nesta segunda-feira (30) um ato em frente a sede da Prefeitura Municipal. A manifestação é contra o projeto do prefeito José Cherem (PSD), que pretende congelar e suspender benefícios garantidos por lei aos servidores públicos municipais até o ano de 2019.

O projeto, que revoltou os servidores, prevê a suspensão dos quinquênios, que são adicionais de 5% pagos a cada cinco anos, a suspensão da avaliação padrão, que corrige o salário acima da inflação e a suspensão do nível, uma espécie de promoção que acontece a cada doze anos.


A categoria está em greve por tempo indeterminado e cerca de 150 pessoas participaram da manifestação realizada hoje. Um novo ato foi marcado para as 17h00 desta terça-feira (31), na Praça Dr. Augusto Silva. De lá os servidores seguirão para a Escola Municipal Doutora Dâmina onde, às 19 horas, haverá uma audiência pública para discutir a implantação do serviço de mototáxi na cidade.

O presidente do Sindicado dos Servidores Municipais, Euisles Rodrigues, o Willian, afirmou que pretende aproveitar a presença do prefeito nesta audiência para, uma vez mais, exigir a retirada do projeto de Lei nº 008/2017, que dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Servidores da Administração Pública, e Projeto de Lei nº 009/2017, que dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Municipais.

30/10/17

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
1 Comentário(s)

1 comentários:

  1. Marilia14:38

    Povo reclama mas na hora de ir a manifestação do sindicato ninguém vai né!

    ResponderExcluir