CRESCE O MOVIMENTO NAS PAPELARIAS DE LAVRAS

As aulas só começam no início de fevereiro, em algumas escolas, depois do Carnaval, mas a procura por materiais escolares nas papelarias da cidade já começou. Cadernos, livros, caneta, mochila, são apenas alguns dos itens que compõem a listas que os pais têm de comprar para seus filhos. Segundo alguns comerciantes, desde de dezembro, as lojas do setor de papelaria começaram a registrar um aumento na procura pelos materiais escolares de aproximadamente 10%.

Neste ano, os consumidores devem gastar, em média, 10% a mais do que em 2006. Tudo varia de acordo com a qualidade do produto. Os preços dos cadernos, por exemplo, vão de R$ 2 a R$ 30, dependendo do tipo de papel, da capa e até das pautas nas folhas.

Além da beleza e qualidade, o preço dos cadernos também acompanha a moda. Capas de cadernos com personagens de desenhos animados são a nova onda deste ano.
O lápis de cor é outro produto que tem seu valor modificado de acordo com a marca e a qualidade. Uma caixa com doze unidades pode custar entre R$ 3,20 e R$ 8,20.

Os livros didático também estão sendo procurados. Os valores variam de acordo com cada livro. Escolas estaduais costumam pedir edições integradas, ou seja, aqueles que têm matérias como português, matemática, geografia e história em apenas uma obra. Estes custam entre R$ 37 e R$ 39, dependendo da editora. Já os colégios particulares pedem livros com matérias distintas, que têm preços entre R$ 30 e R$ 35.

Segundo Caio Goulart, dono de uma papelaria em Lavras, a expectativa do setor é de vender 10% a mais do que o mesmo período do ano passado. Para ele, o movimento vai melhorar mesmo na segunda quinzena de janeiro.
Postagem Anterior Próxima Postagem