Motorista lavrense que dirigia embriagado terá que pagar indenização

Um estudante residente em Lavras foi condenado a indenizar em R$ 45 mil os pais e o filho de uma jovem de 19 anos que morreu em um acidente de carro. Segundo os autos, o rapaz dirigia em alta velocidade e estava embriagado quando provocou o acidente.


Em 20 de julho de 2002, o estudante G.M.B. dirigia o carro de seu pai na BR-265, altura do KM 339, no sentido Lavras/Itumirim. Ele perdeu o controle da direção, saiu da pista e bateu numa árvore. O carro pegou fogo e a jovem, que pegava carona com ele, morreu carbonizada.

O estudante foi hospitalizado e sobreviveu. Na perícia, concluiu-se que o acidente teve como causas principais negligência, imperícia e imprudência do motorista. Testemunhas afirmaram, em depoimento, que ele estava visivelmente embriagado e conduzia o veículo em alta velocidade, às vezes avançando pela contramão. A jovem tinha um filho de 3 anos.

Van cai em ribanceira e deixa três mortos na BR-381


Três pessoas morreram na manhã deste sábado depois que a van em que estavam capotou e caiu numa ribanceira de cerca de 5 metros no km 639 da BR-381, em Santo Antônio do Amparo. De acordo com o soldado Anderson Rodrigo Pereira da Silva, que foi uns dos primeiros a chegar ao local do acidente, o veículo transportava um grupo de 18 evangélicos que seguia de Indaiatuba, no interior de São Paulo.

"O acidente aconteceu no momento em que o motorista foi fechado por uma carreta e perdeu o controle da direção", explica o militar. A van capotou e foi parar num barranco. "Crianças, mulheres e homens ficaram feridos, um deles em estado grave", conta o policial. Os feridos foram levados para os hospitais de Santo Antônio do Amparo e Oliveira. A lista com os nomes das vítimas ainda não foi divulgada.

06/09/08
Postagem Anterior Próxima Postagem