COFAP DEMITE 300 FUNCIONÁRIOS DA UNIDADE DE LAVRAS

A indústria de autopeças Cofap, em Lavras demitiu 300 funcionários nesta quinta-feira (15). A empresa do grupo Magneti Marelli, com sede em Mauá, na Grande São Paulo, alega dificuldades financeiras devido à crise financeira internacional.

Segundo a empresa, a produção teve uma queda de 40% na unidade mineira, que atendia principalmente os mercados da Europa e Estados Unidos – 55% da produção é exportada e o restante atende ao mercado brasileiro.

A Cofap divulgou ainda que houve redução de 4% no quadro de funcionários, mas que não há novas demissões previstas na unidade mineira.

O presidente do sindicato dos metalúrgicos de Lavras, Júlio Donizeti de Melo, disse a decisão da empresa pegou a categoria de surpresa. Segundo Melo, o sindicato havia sugerido à direção da empresa a implantação de um plano de demissão voluntária com alguns benefícios aos trabalhadores que aderissem mas não houve acordo.

Agora a empresa fechou um acordo com o sindicato, que prevê assistência médica por três meses aos funcionários demitidos, além de um auxílio compras no valor de R$ 100. Nãoo há novas demissões programadas para este mês.

No ano passado, a TRW, outra empresa sediada em Lavras, já havia feito redução no quadro de funcionários. Nos meses de setembro e outubro, a fábrica dispensou 50 trabalhadores temporários e demitiu 20 efetivos.

No Sul de Minas, houve demissões em fábricas de autopeças também em Varginha, Três Corações e Paraisópolis.
Postagem Anterior Próxima Postagem