ARMADILHA PARA AEDES AEGYPTI SERÁ TESTADA EM LAVRAS

A primeira armadilha feita para capturar fêmeas grávidas do mosquito Aedes aegypti será testada em Lavras nos próximos meses.

O equipamento, desenvolvido por meio de uma parceria entre a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas (Fapemig), vai possibilitar aos gestores identificar os locais onde há maior infestação de mosquitos, aumentando, assim, a eficácia do combate. Para esse empreendimento, o Governo de Minas investiu R$ 3 milhões.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, no último ano houve ouve um acentuado declínio nos números de casos da doença em Lavras, com redução de 82%.

As primeiras armadilhas serão instaladas no município de Esmeraldas. Para que sejam eficientes, deve ser colocado um aparelho a cada 250 metros de distância, em toda a área urbana. Por isso, é recomendável que as armadilhas sejam implantadas apenas em cidades de pequeno e médio porte, consideradas prioritárias para o combate à dengue.

Outras 23 cidades, em várias regiões de Minas, também vão testar a armadilha, em datas a serem definidas.

Mais informações sobre a dengue em Lavras podem ser obitidas pelo telefone: (35)3821-8286.
Postagem Anterior Próxima Postagem