APOSENTADOS SÃO VÍTIMAS DE GOLPE POR TELEFONE EM LAVRAS

Um golpe bastante conhecido que vem sendo aplicado em todo o Brasil, já assustou famílias e fez várias vitimas em Minas Gerais , também está deixando em polvorosa algumas pessoas no município de Lavras.

O golpe é aplicado da seguinte forma: Uma pessoa liga a cobrar num determinado período, se identificando como agente da empresa de telefonia e que precisa checar algumas informações, desavisadas as pessoas que atendem a ligação, informam nomes, endereço e numero de pessoas residentes na casa.

De posse dessas informações, uma outra volta a ligar, desta vez com ameaças de morte, estupro e aterrorizam as famílias, caso estas não depositem certa quantia em dinheiro numa conta ou adquiram uma certa quantidade de cartões de celular pré-pago e repassem as senhas.

Desesperadas, algumas chegam a obedecer aos bandidos e concretizam a operação, seja depósito em contas indicadas ou o repasse das senhas de crédito de cartões de celular.

Golpe do parente em “apuros”


No dia 20 de julho, às 09h30m, em Lavras, a PM compareceu à Rua Evaristo Alves de Azevedo, Centro, onde a vítima, uma aposentada de58 anos, relatou ter recebido uma ligação telefônica de um indivíduo, o qual, identificando-se como seu primo, alegou que havia se envolvido em um acidente automobilístico e lhe solicitou um depósito de R$ 1.000, 00 para efetuar o pagamento do mecânico.

Através da ligação, a vítima conversou ainda com o suposto mecânico, que lhe explicou o motivo pelo qual não aceitaria cheque de seu familiar. Comovida com a situação, a aposentada dirigiu-se até uma agência bancária onde efetuou a transferência no valor combinado. Posteriormente, quando a vítima conseguiu entrar em contato com seu primo, constatou que havia caído em um golpe, pois o familiar não havia sofrido nenhum acidente automobilístico.

No mesmo dia, já por volta das 10h30m, uma outra vítima, 75 anos, Comerciante, compareceu a sede da 54ª Cia PM, relatando que há 02 dias havia recebido um telefonema, meio pelo qual um homem, identificando-se como mecânico, relatou que consertava o veículo de um familiar seu, que havia se envolvido em um acidente automobilístico.

Assim, o suposto profissional solicitou que a vítima realizasse um depósito em conta bancária no valor de R$ 500,00. Logo, a vítima dirigiu-se até uma agência bancária onde efetuou o depósito. Mais tarde, a vítima recebeu nova ligação, pela qual alguém se identificou como seu primo, solicitando-lhe mais um depósito de igual valor, porém, em outra conta bancária, para sanar as dívidas do concerto de seu carro. A vítima depositou então mais R$ 500,00.

Já no dia seguinte, ao entrar em contato com o primo envolvido no suposto acidente automobilístico, constatou que havia caído num golpe. O boletim de ocorrência foi registrado e a vítima orientada a como proceder.
Postagem Anterior Próxima Postagem