Justiça manda parar obras da nova sede da Câmara Municipal de Lavras

O juiz da Primeira Vara Cível de Lavras, Núbio de Oliveira Parreiras, acatou um pedido de ação civil e concedeu liminar ordenando a imediata paralisação das obras de construção da nova Câmara Municipal da cidade. Caso a decisão seja descumprida, o valor da multa diária é de R$ 10 mil reais.


Na decisão, o juiz afirma que a construção do prédio no centro prejudica o meio ambiente e o patrimônio histórico e cultural da cidade. Ele também leva em consideração que a ação tem um abaixo assinado com cerca de 9 mil assinaturas.

A decisão do juiz Núbio de Oliveira cabe recurso da Câmara Municipal e da Prefeitura de Lavras. A construção da nova Câmara de Lavras ainda está no início. O prédio antigo foi demolido e o novo ficará no mesmo terreno.

O assessor jurídico da Câmara, Dr. Antônio Hamilton de Abreu, disse que vai recorrer da decisão."Espero que o juiz tenha bom senso e que, depois que nós mostrarmos nossos documentos, ele reconsidere e volte atrás",disse.


"Recebemos a manifestação de 99% de todos os vizinhos que moram próximo a antiga Praça Santo Antônio, solicitando que se construa a Câmara naquele local", Vereador Evandro Castanheira, o Chapisco, sobre a polêmica entorno da construção do novo prédio da Câmara Municipal.

02/06/10
Postagem Anterior Próxima Postagem