Prefeitos petistas do Sul de MG criam Frente Municipalista

Prefeitos de 14 municípios das regiões Sul e Sudoeste de Minas Gerais, governadas pelo Partido dos Trabalhadores, se reuniram na última sexta-feira (11), em Nova Rezende. O objetivo do encontro foi a formação de um movimento para enfrentar dificuldades comuns a todos os municípios participantes.

A reunião produziu a carta de Nova Rezende, em referência à cidade que acolheu os prefeitos petistas e no centro das reivindicações do documento, está a dificuldade diante da diminuição do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), repasse vital para a saúde financeira da administração municipal.

A carta cobra ainda, maior atenção da União diante do crescente gasto com a folha de pagamento municipal em virtude do aumento real do salário mínimo e aumento da taxa básica de juros. Os prefeitos ressaltaram o desgaste diante das dificuldades de obter convênios estaduais para realização dos projetos públicos de cada cidade ali representada.

Prefeitos petistas  na reunião do movimento que pretende fortalecer o partido no interior mineiro

Durante quase seis horas, prefeitos e assessores puderam partilhar as atuais dificuldades de gestão em relação aos recursos programados do governo federal. O objetivo do movimento, entre outros, é renovar a militância do partido para chegar a uma gestão mais participativa entre cidadãos e poder executivo municipal, nas cidades governadas por prefeitos petistas na região.

A reunião de prefeitos foi assessorada pelo cientista político e sociólogo Rudá Ricci que ressaltou, “há um evidente vácuo de liderança no PT-MG. E o partido não está conseguindo projetar novas lideranças. Não consegue se renovar”.

Para Rudá, os prefeitos do PT caíram num abandonado em relação ao diretório estadual do partido e com esta articulação podem assumir a liderança política que falta ao PT de Minas Gerais.

Marcos Memento, prefeito de Nepomuceno, também ressaltou a importância dessa frente. Segundo ele é importante para Nepomuceno fazer parte de desta articulação. “Quanto maior representação, mais chances temos de atrair recursos e fortalecimento político, sinônimo de inovação para o município”, disse.

14/02/11

* Com informações da Ascom Prefeitura de Nepomuceno
Postagem Anterior Próxima Postagem