;

Header Ads

Detentos do Presídio de Lavras são crismados e batizados

Cinco detentos do Presídio Estadual de Lavras receberam os Sacramentos do Batismo, da Crisma e da 1ª Comunhão, através da celebração presidida pelo bispo diocesano, Dom Célio de Oliveira Goulart, e concelebrada pelos padres Elígio e Carlinhos, pároco e vigário paroquial da Matriz de Sant’Ana.

Detentos de Lavras receberam os sacramentos do batismo, crisma e comunhão
A parte musical da celebração, realizada às 9h da manhã do último  dia 02,  contou com a participação das paroquianas Grace e Nelli, responsáveis pelas músicas da missa, como também, de vários agentes da penitenciária e outros detentos católicos que celebraram a Santa Eucaristia. Também se fizeram presentes os agentes da Pastoral Carcerária da comunidade paroquial de Sant’Ana.

Nesta celebração, foram crismados 5 detentos, sendo que um deles, recebeu também o Sacramento do Batismo e da 1ª Comunhão, já que não possuía nenhum desses Sacramentos da iniciação cristã. Os outros 4 detentos receberam a Crisma e a 1ª Comunhão. Todos passaram por uma preparação no período de 5 meses, orientada pelas catequistas Jamal Haddad Spiller e a Dionice Maria Oliveira Botelho.

A catequese acontecia regularmente todas as quintas-feiras, das 14h30min às 16h. Jamal e Dionice também fazem parte da Pastoral Carcerária da Paróquia Sant’Ana. Segundo a catequista Jamal, a celebração foi um coroamento de todo um trabalho maravilhoso realizado com os detentos que sempre demonstraram interesse, perseverança e muito amor a Jesus Cristo. Já Dionice, relata que é notória a sede de Deus demonstrada pelos detentos.

Para Talestre, coordenadora da Pastoral Carcerária, o trabalho é gratificante. “Este trabalho é frutuoso e levamos esperanças e o amor de Jesus àqueles que necessitam de carinho e de misericórdia para voltarem ao convívio social de maneira positiva e segura”.

A presença do Dom Célio nesta celebração demonstrou o seu verdadeiro coração de pastor que vai ao encontro das ovelhas perdidas para levar esperança, paz e cura interior. A celebração foi repleta de emoção e profunda espiritualidade, contagiando a todos que se fizeram presentes.

08/03/12

Fonte: Diocese de São João del-Rei

4 comentários:

  1. Tem muita gente precisando de conforto através de uma palavra e da bênção do Espírito Santo. Tomara que esses detentos acolham Jesus em seus corações e mudem de vida.

    ResponderExcluir
  2. Com todo o respeito, é difícil acreditar que essas pessoas vão, de fato, mudar de vida.

    ResponderExcluir
  3. Acorda Claudio!!! não viaja... pessoal, este claudio acredita em Papai Noel e Coelhinho da Páscoa! Estas pessoas são más, ruins. Não matam e roubam porque precisam, pois trabalho tem para todos de sobra, são vagabundos! E pobreza não é sinônimo de bandidagem, tem muita gente pobre e muito honesta!

    ResponderExcluir
  4. Ai esta o garoto enxaqueca dando seus palpites errados novamente. Só ele tá certo.

    ResponderExcluir