-->

Polícia Rodoviária flagra 'lata velha' na BR 265 e motorista acaba preso

Uma cena que poderia ser comum chamou a atenção dos militares do Policiamento de Trânsito Rodoviário de Boa Esperança. Durante o patrulhamento rotineiro pela BR 265, Km 438, os policiais militares depararam com o veículo Mercedes Benz, modelo LP 321, sem placa, transitando pela via.


O veiculo se encontrava com a cabine totalmente amassada, não havia porta do lado do motorista, não possuía equipamento obrigatório e com todos os pneus em péssimas condições de conservação.

Muito destruído, o velho caminhão estava sem condicões de circular. Fotos: PM divulgação

O condutor não apresentou nenhum documento que pudesse identificar o veiculo. Durante fiscalização não foi localizado na longarina direita, face externa, a numeração do chassi, bem como em nenhuma outra parte da longarina.

No interior da cabine, fixada com parafusos, foi encontrada uma plaqueta de identificação da montadora Mercedes Benz do Brasil com visíveis sinais de adulteração da numeração do chassi.

De acordo com o motorista, o veiculo encontra-se com deficiência de freios e transitava pela rodovia até chegar em um embarcador para que pudesse ser colocado na carroceria de um outro caminhão e ser levado para a cidade de Arcos/MG. Informou ainda que este caminhão ficava na Zona Rural de Boa Esperança.

Devido às más condições de segurança do veiculo, foi dada voz de prisão em flagrante ao condutor que foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Boa Esperança.

O veiculo foi removido pelo serviço de guincho credenciado para fins de apreensão. A CNH do condutor foi recolhida, bem como a plaqueta de identificação.


25/05/12

Fonte: Ascom 6ª Cia PM Ind MAT

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: