;

Header Ads

Prefeitura de Lavras vai escalonar e atrasar folha de pagamento

A prefeita Jussara Menicucci (PSDB), divulgou nesta terça-feira (04), uma nota sobre o atraso no pagamento dos salários que tem deixando os servidores municipais aflitos e muito revoltados.

No texto, a prefeita afirma que a culpa pelos atrasos é da baixa arrecadação de tributos municipais associada à constante queda dos repasses federais e estaduais.


Leia a nota divulgada pela Prefeitura de Lavras:

“Tendo em vista a constante queda de arrecadação do Município ocasionada pela desoneração do IPI que compõe o FPM – Fundo de Participação do Municípios, concedida pela presidente da Republica e não compensada aos municípios e pelo baixo crescimento econômico totalmente diferente do previsto e repassado pelo Tesouro Federal para compor o orçamento de2012, a Prefeitura de Lavras tem procurado honrar os compromissos com os servidores públicos e pagamento de fornecedores dentro dos limites impostos pela crise vivida pelos Municípios de todo pais.

A folha de pagamento que seria paga no quinto dia útil do mês de novembro, para servidores que recebem acima de R$4000,00 e que corresponde a 115 servidores da saúde e 29 administrativos inclusive agentes políticos esta sendo escalonada e será quitada na próxima semana.

O ticket alimentação estará disponibilizado no dia 05 deste mês.
No quinto dia útil será quitado servidores da educação com vencimento até R$ 1.000,00 e servidores até R$ 600,00 liquidos.

Agradecemos aos profissionais da saúde que vem mantendo o atendimento neste período de dificuldades e aos servidores administrativos que continuam prestando o serviço.

Pedimos desculpas e a compreensão de todos, pois não é um problema somente da prefeitura de Lavras, mas da falta de apoio do governo federal aos municípios brasileiros".

Lavras, 04 de dezembro de 2012.

Jussara Menicucci de Oliveira
Prefeita

7 comentários:

  1. As prefeituras em todo Brasil estão quebradas. Só em MG mais de 600 não terão como quitar a folha salarial do funcionalismo. é urgente a revisão do pacto federativo, pois os mais penalizados são os municípios, já que o dinheiro de toda arrecadação fica 80% com União, 15% para os Estados e 5% com os municípios. Tenho pena dos prefeitos eleitos, eles vão pegar um cenário assombroso.

    ResponderExcluir
  2. sera se o salario dela e dos puxas tambem estao atrazados? dia 31 ela vira as costas e silascou que tem que receber o Cherem vai por o Cel. Guimaraes no transito uma otima escolha

    ResponderExcluir
  3. Sobre o décimo terceiro nem uma palavra. Ai que raivaaaaaa!

    ResponderExcluir
  4. Os insatisfeitos com o serviço público que façam suas malas e procurem sua subsistência na iniciativa privada. Pelomenos na iniciativa privada o empregado pode acionar o empregador na justiça.
    Param de xororô...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixe de ser besta seu otário! agora só porque a pessoa é funcionario público tem que sofrer calada? agora nem reclamar pode? era só oque faltava!

      Excluir
  5. Concordo....só porque somos funcionários públicos não podemos reclamar ?? Se não fosse o funcionalismo público quero ver como seria a cidade ! Espero que onde este anonimo mora, nunca precise de funcionalismo público para alguma coisa....ou então que ele nunca precise de algo na Prefeitura, e que esteja com IPTU em dia.....Otário !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai chora agora ??? Sinceramente no meu ponto de vista a tendência é piorar pois com repasses minimos as prefeituras se individaram cada vez mais. Sinceramente abra sua mente para esta possibilidade. Espero que a Sra. Dilma comece a olhar por nós, e não só pelos mega empresarios.

      Excluir