-->

Presidência gasta R$ 12,2 mil com cartões de Natal; STF paga o mesmo por 4 poltronas

Influenciada pelo espírito natalino, a Presidência da República reservou R$ 12,2 mil para a compra de cartões de Natal. Foram adquiridos seis mil cartões confeccionados em papel couchê fosco e texto escrito em dourado, ao custo de R$ 1,32 cada, e seis mil envelopes padronizados para cada cartão. Além disso, o valor inclui ainda a compra de 785 cartões com preço de R$ 1,02 cada, informa reportagem do portal Contas Abertas.

Segundo a matéria, assinada pelo jornalista Guilherme Oliveira, a Câmara dos Deputados prepara um novo livro da série Perfis Parlamentares, uma coletânea de biografias de importantes políticos brasileiros e empenhou R$ 30 mil para contratar o historiador paraibano José Octávio de Arruda Mello, que será o responsável pela elaboração da obra.

A contratação, informa o texto, foi feita com dispensa de licitação sob a justificativa de que se trata de contratação de profissional com notório saber e importância em sua área. A biografia será de Samuel Duarte, ex-deputado federal, presidente da Câmara nos anos 40 e governador da Paraíba por duas semanas em 1945. Ele se juntará, na série de livros, a figuras como Ulysses Guimarães, Tancredo Neves, Getúlio Vargas e Joaquim Nabuco, que já tiveram suas biografias escritas para a coletânea da Casa.

No Poder Judiciário, os custos com renovação de mobiliário e aparelhos também foi apontado pelo Contas Abertas. Ainda segundo o portal, o Supremo Tribunal Federal (STF) empenhou R$ 12,2 mil para a compra de quatro novas poltronas, de espaldares altos e sem apoio para cabeça – diferente daquelas encontradas no plenário do tribunal e o Superior Tribunal de Justiça (STJ) receberá 23 novos refrigeradores, ao custo total de R$ 16,3 mil. Cada um deles comporta entre 260 e 300 litros.

24/12/12

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: