--> Seguro obrigatório para motocicletas fica 2,6% mais caro a partir de 2013 - O Lavrense

Seguro obrigatório para motocicletas fica 2,6% mais caro a partir de 2013

O seguro obrigatório de veículos (Dpvat) de motos ficará 2,6% mais caro em 2013. Por outro lado o valor para carros se manterá estável. Os valores foram determinados pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) e a resolução foi publicada no Diário Oficial da União e entra em vigor a partir do dia 1º de janeiro.

Os donos de motocicletas terão que desembolsar R$ 286,75 pelo seguro no ano que vem. Em 2012, o valor cobrado foi de R$ 279,27, o que representa uma diferença de R$ 7,48. O valor reajustado vigorava desde 2011, quando houve um salto de cerca de R$ 25 do Dpvat para esse tipo de veículo. Os valores para motos são os mais altos entre os automotores tarifados.

Entre os carros de passeio, o reajuste do Dpvat é praticamente nulo, de R$ 0,06, passando para R$ 101,16. O mesmo valor cobrado para táxis e carros de aluguel. Para caminhonetes e caminhões o valor a ser pago é de R$ 105,81. Ônibus e micro-ônibus passarão a pagar R$ 390,84 pelo Dpvat.

O seguro obrigatório pode ser resgatado por vítimas de acidentes de trânsito e suas famílias em casos de morte ou invalidez e para cobrir despesas médicas.

De acordo com a resolução da Susep, será cobrado R$ 4,15 para cobrir custos de emissão e de cobrança da apólice ou do bilhete do Seguro Dpvat, no caso de pagamento único. Se o proprietário preferir parcelar o pagamento em três vezes, o valor da emissão do título será de R$ 9,63, divididos em três parcelas de R$ 3,21.

O parcelamento do Dpvat para qualquer tipo de veículo é inédito em Minas Gerais e os vencimentos serão na mesma data do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2013.

Dpvat 2013
Motos – R$ 286,75
Veículos particulares e táxis – R$ 101,16
Caminhonetes e caminhões – R$ 105,81
Ônibus e micro-ônibus – R$ 390,84


26/12/12

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
3 Comentário(s)

3 comentários:

  1. Anônimo22:43

    Anderson Garson, tem demonstrado a cada ano que, realmente, é vaquinha de presépio do sr. Eustáquio Rabelo(diretor do Super mercado REX)

    ResponderExcluir
  2. Anônimo20:34

    É impressionante como as pessoas criam barreiras para o diferente. Estou em Lavras à 15 anos, e praticamente não ví outras na prefeitura, à não ser Jussara e Carlos Alberto. Entendo que as pessoas que estão criticando ao Dr. Marcos Cherem, são pessoas que estão se colocando como oposição, e isso a gente até entende. Porém, os comentários de puro caráter político e de oposição. Por exemplo, várias pessoas morreram na "gestão" de Jussara Menicucci, e nem por isso ouvimos pessoas criticando-a por causa de uma ambulância da forma como foi colocado aqui. No meu pensamento, pelo menos como Administrador, em relação à Jussara Menicucci, Carlos Alberto é muito superior à ela. Na verdade, o quadro que temos hoje seria o DIFERENTE, ou seja, temos uma pessoa que talves tenha se cansado de ter assistido à mandatos que não fizeram absolutamente nada pela cidade, como por exemplo estes últimos oito anos, e que de repente poderá fazer algo melhor. Porém ainda estamos no dia 07/01/2013, e temos de esperar mais, pois ninguém consegue mudar nada em tão pouco tempo. Torço muito para que Lavras possa ser melhor do que tem sido nestes últimos anos, e acredito que o Dr. Marcos Cherem consiga, em parceria com Fábio Cherem, modoficar esta cidade e também o pensamento de pessoas que ao invés de utilizarem este espaço para postarem comentários construtivos, apenas utilizam para colocar o próprio fracasso, talves até mesmo como Funcionário Público.

    "Dr. Marcos Cherem, e que os comentários maldosos aqui postados possam servir como alavanca para seu mandato, e que num futuro próximo o Sr. possa mostrar à que relamente veio no comando da Prefeitura desta cidade".

    ResponderExcluir