;

Header Ads

Garotas de programa farão curso de inglês para atendimento na Copa

Cerca de 20 garotas de programa se inscreveram para participar de um curso de inglês em Belo Horizonte. O objetivo é ensinar o idioma básico, como o uso de vocabulário simples. Palavras como "fruits" (frutas), mas também termos da realidade delas, como "condom" (preservativo), estarão presentes nas aulas que têm o objetivo de prepará-las para receber turistas na Copa do Mundo, em 2014.

"Elas vão aprender frutas, verduras, legumes. Mas algumas palavras a gente pode trabalhar mais, no sexo, no fetiche", informou Cida Vieira, 46 anos, que ocupa a presidência da Associação de Prostitutas de Minas Gerais. A expectativa da presidente é que 300 mulheres frequentem o curso. A entidade conta com quatro mil associadas no estado.

O curso deve durar em torno de seis e oito meses e a previsão é que as primeiras turmas comecem os estudos antes de março. No planejamento, ainda há aulas de francês e italiano.

Segundo Pollyana Temponi, que tem 27 anos e é "profissional do sexo” há três, o inglês vai servir para negociar preço e combinar o programa com o cliente. "Hoje em dia em qualquer profissão você tem que saber inglês", disse. Já C., com 54 anos, que não quis revelar o nome, idealiza o resultado das aulas: "Vou fazer o curso porque a única coisa que sei falar hoje é 'I love you'. É inglês, né? Te amo? Isso fica difícil falar. Mas talvez, quem sabe? Posso me apaixonar".

08/01/13

Um comentário: