-->

Piso salarial do professor passa a ser R$ 1.567

Professores da rede pública de ensino que lecionam em turma de educação básica – ensino infantil ao médio – não poderão ganhar um salário menor do que R$ 1.567 neste ano. O reajuste, de 7,97%, é um dos menores reajustes do piso nacional do professor, definido em lei nacional há cinco anos. No ano passado, o aumento foi de 22,22%.

O ministro Aloizio Mercadante (Educação) divulgou nesta quinta-feira (10) o novo teto. Hoje, o salário do docente é de R$1.451. Segundo a lei, o reajuste segue o mesmo percentual de aumento no valor gasto por aluno no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), 14 Estados da federação ainda não cumprem integralmente a lei do piso nacional do professor.

Além da definição do mínimo a ser pago ao educador para uma jornada de 40 horas semanais, a lei assegura ainda que ao menos 33% dessa carga horária seja dedicada a atividades extraclasse, para o profissional atender os estudantes e preparar aulas.


╝ Leia também:

Entra em vigor lei que altera carga horária de professores

11/01/13

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
5 Comentário(s)

5 comentários:

  1. Helenice14:23

    Boa notícia essa. Quando era o Marcos Cherem cobrava tanto a implantação do Piso Nacional para os profesores municipais de Lavras, quero ver agora qual o posicionamento dele em relação a esse assunto. QUEREMOS O PISO!!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo18:06

    Professores e professoras da rede municipal, convoco todos vocês para irmos na primeira reunião da câmara em fevereiro para cobrar do prefeito a implantação do piso salarial. Ele quando vereador fez um projeto de lei criando o piso igual ao que a lei federal manda. caso ele não envie o projeto, agora como prefeito, vamos fazer greve. chega de demagogia!

    Professora indignada!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo19:25

    Agora quero ver o que o atual prefeito vai fazer?
    Lembro ele nas reuniões da Câmara cobrando a implantação do piso nacional e muitos professores da rede municipal de ensino aplaudiu ele e ainda por cima votou,vão ter a primeira decepção de seu novo chefe.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo12:06

    CHEREM QUERO MEU PISO DE 1.567,00 REAIS,CONFIEI EM VOCÊ,NÃO ME DECEPCIONA TÁ.

    ResponderExcluir
  5. Imaginem que todos os deputados e juízes passaram pela as mãos de um professor imaginem se não passassem !!!!!!

    ResponderExcluir