-->

Polícia Ambiental fecha o cerco para a caça e pesca ilegais na região de Lavras

Durante a operação realizada pela Polícia Militar Ambiental, foram apreendidas armas de fogo, munição, material de caça e pesca ilegais e mais de dez quilos de pescado, além de onze pássaros da fauna silvestre, em Lavras, Santo Antônio do Amparo e Cristais.

Em Lavras foram apreendidos dois barcos de fibra, várias redes de pesca e molinetes. Já na zona rural de Santo Antônio do Amparo, os policiais abordaram um veículo com placa de São Paulo, ocupado por três homens, onde foram encontradas duas gaiolas com dois pássaros da espécie trinca-ferro, duas redes usadas para a captura das aves, sete gaiolas carregadeiras, dois alçapões, dois facões, seis varas de suporte para armação de redes, duas varas telescópicas com molinetes, 200 gramas de milho para a captura dos animais e três celulares.

Barcos de fibra apreendidos pela Polícia Ambiental em Lavras
Durante a apreensão, uma moradora da região entregou aos militares cinco filhotes de trinca-ferro, sendo três com anilha, uma espécie de anel de identificação. A mulher disse que os pássaros eram de seu marido e seriam entregues aos homens para a comercialização.

Segundo um dos três suspeitos que foram detidos, o material apreendidos era utilizado para a captura e o transporte dos animais, e que a sua “equipe” realizava as capturas a cada quinze dias na zona rural do município, e depois vendiam os animais em São Paulo. Ele ainda disse que os próprios moradores da região fornecem algumas aves que eles mesmos capturam.

No quintal de uma casa da região também foram apreendidas oito gaiolas com dois canários cabeça-de-fogo e seis trinca-ferros. Durante a fuga, os suspeitos abandonaram em um pasto duas maritacas, um trinca-ferro e um sabiá. As aves foram encaminhadas para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e os fugitivos foram presos em flagrante pela prática de crime ambiental.

Na zona rural de Cristais os militares realizavam buscas em uma região chamada Valadões e encontraram três recipientes com pólvora, e outros dois com espoletas e chumbo, respectivamente. Além disso também foram apreendidas onze redes de pesca, uma tarrafa de nylon, duas espingardas polveiras de fabricação artesanal, uma espingarda cartucheira calibre 20 e uma motossera.

No freezer da cozinha da casa investigada, a polícia ainda encontrou 10,9 quilos de peixes das raças traíra, mandi, capinheiro, lambari, piau, sarigu, peixe prata e piapara, espécies protegidas por lei durante a piracema, período de desova dos animais.

Crimes conta o meio ambiente e a fauna silvestre são previstos na Constituição e punidos através da Lei 9.605.

31/01/13 - O Lavrense

Gostou? Então compartilhe!

Tags: , , ,

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: