;

Header Ads

Estresse agudo pode fazer ‘bem’ ao cérebro, diz estudo

Pesquisa da Universidade da Califórnia – Berkeley, publicada esta semana, sugere que situações pontuais de estresse podem ser benéficas para o cérebro. De acordo com a pesquisa, o chamado estresse agudo pode aumentar a produção de novos neurônios, principalmente, na região do hipocampo, responsável pela memória, revela reportagem da revista Exame.

Os pesquisadores chegaram a esta conclusão após submeter ratazanas a situações estressantes como choques nos pés ou exposição a um ambiente estranho. O artigo relata que, duas semanas após o estresse agudo, a equipe de pesquisadores percebeu um aumento na ativação de neurônios recém-nascidos relacionados à memória no grupo em questão. No entanto, os estudiosos advertem que em grandes intensidade e frequência, o estresse pode ter um efeito contrário. “O estresse crônico leva a uma série de consequências adversas à saúde”, afirma o estudo. Entre elas, estão doenças cardiovasculares, depressão, obesidade e supressão da formação de novos neurônios.

22/04/13

Um comentário:

  1. deve ser por isso que estou ficando mais inteligente, de tanto estress agudo rsrsrs

    ResponderExcluir