-->

Vacinação contra Gripe em Lavras começa dia 15

A Campanha de Vacinação contra o vírus da gripe em Lavras será realizada entre os dias 15 e 26 de abril. Poderão participar crianças a partir de 6 meses e menores de 2 anos, gestantes, mulheres no período de pós-parto, maiores de 60 anos e profissionais da área da Saúde.

Além dos grupos definidos por faixa etária, poderão receber a vacina os portadores de doenças crônicas respiratórias, cardíacas, renal, hepática e neurológicas, além dos diabéticos, obesos de grau três, transplantados e imunossupressores. Importante destacar que para receber a vacina, as pessoas desses grupos deverão apresentar prescrição médica.

A vacinação será realizada de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 16h30, nos seguintes PSFs:
PSF1-Novo Horizonte
PSF2-Lavrinhas
PSF3-Cohab
PSF4-Serra Verde
PEF5-Vale do Sol
PSF6-Vila São Francisco
PSF11-Nova Lavras
PSF15-Zona Norte (José Cicarelli)
PSF17-Dona Vanda (Central de Imunização)

Nas UBS São Vicente, UBS Chacrinha e UBS Cruzeiro do Sul, o atendimento será das 8h às 16h30. Também haverá vacinação na zona rural.

Dia D da Vacinação – 20 de abril


No dia D da vacinação, sábado, 20 de abril, além de todos os pontos de vacinação listados, a população terá ainda o reforço dos PSF16-Cascalho, PSF7-Jardim Floresta e também da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Lavras, além da zona rural. Neste dia, o atendimento será das 8h às 17h.

Com o tema “Quem lembra da vacina se protege contra a gripe”, a campanha tem como meta atingir 90% de cobertura nos grupos de abrangência, número estabelecido pelo Programa Nacional da Vacinação, do Ministério da Saúde.

A influenza (gripe) é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, de interesse para a saúde pública no Brasil, podendo apresentar complicações graves e levar ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco .

Os sintomas são semelhantes aos do resfriado ou de outras doenças infecciosas causadas por outros vírus e bactérias, e se caracterizam pelo comprometimento das vias aéreas superiores com congestão nasal, coriza, tosse, rouquidão, febre variável, mal-estar, dores musculares e dor de cabeça.

A maioria das pessoas infectadas se recupera dentro de uma a duas semanas sem a necessidade de tratamento médico. No entanto, nas crianças muito pequenas, idosos e portadores de quadros clínicos especiais, a infecção pode levar a formas clinicamente mais graves, evoluindo para um quadro de pneumonia.

11/04/13


Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários: