Lavras e mais quatro cidades da região se unem para acabar com os lixões

O prefeito de Lavras, Marcos Cherem (PSD), assinou na tarde desta quarta-feira (3), em Belo Horizonte, o Termo de Cooperação Técnica com o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru), para elaborar o Consórcio Intermunicipal de Gestão Compartilhada de Resíduos Sólidos, que vai abranger os municípios de Lavras, Itumirim, Itutinga, Ijaci e Ribeirão Vermelho, beneficiando uma população de 120 mil pessoas, que geram 33,8 mil toneladas de resíduos por ano.

Secretário Bilac Pinto e o prefeito de Lavras, Marcos Cherem, durante assinatura do Termo. Foto:Rafael Rebuiti

A assinatura do documento marca o início da formatação do consórcio, que visa unir os municípios para encontrar soluções que possam resolver os problemas relacionados à destinação final do lixo na região. Além disso, o Consórcio Intermunicipal é uma alternativa mais econômica para as prefeituras, que vão poder dividir os gastos de construção e operacionalização dos empreendimentos necessários para extinguir os lixões na região.

Para o prefeito Marcos Cherem, o consórcio é uma alternativa economicamente mais viável e que vai ser uma solução tanto para os municípios grandes quanto para as pequenas cidades. “Queremos de forma conjunta achar alternativas para o lixo produzido nessas cinco cidades da região. Tenho certeza que com nossa união vamos baratear os custos e encontrar uma saída mais viável”, garantiu.

Para o secretário Bilac Pinto, a política desenvolvida pelo Governo de Minas para incentivar a formação de consórcios é a solução mais viável e eficaz para o fim dos lixões. “Com a conscientização dos prefeitos, hoje, muitas cidades já têm um local adequado para destinar seu resíduo, o que vai proporcionar a melhoria ambiental e de saúde pública”, salientou. Ainda de acordo com ele, o Governo do Estado trabalha para que cresça entre os prefeitos a consciência de que o lixo é um problema comum das cidades de uma determinada região e, assim, eles têm que atuar em conjunto, com economia de espaços, custos e investimentos.

Política de Resíduos Sólidos

A meta do Governo de Minas é acabar com os lixões no Estado até 2014. Em Minas, já foram formatados 19 consórcios intermunicipais para coleta e tratamento de resíduos sólidos; sete deles já estão em operação. Um dos mais eficientes é o Consórcio Intermunicipal dos Municípios da Microrregião do Alto Sapucaí (Cimasas), formado, com apoio da Sedru, por seis municípios que construíram um aterro sanitário comum em Itajubá, tendo sido estendido recentemente para outras quatro cidades com a liberação de mais R$ 650 mil do Ministério das Cidades. Os novos investimentos permitirão a construção de um novo aterro de resíduos de construção e demolição, e de um ponto de entrega voluntária.

04/07/13
Postagem Anterior Próxima Postagem