Virou novela: Cassação do prefeito de Lavras ganha mais um capítulo

A novela do processo que pede a cassação do mandato do prefeito Marcos Cherem (PSD) ganhou mais um capítulo nesta quarta-feira (22). A juíza relatora, Alice Birchal, que chegou a pedir a extinção do processo analisado ontem, por ele conter acusações idênticas às de processos já julgados pelo Tribunal Regional Eleitoral, votou por reverter a decisão de primeira instância, alegando não haver elementos que justifiquem a cassação do diploma.

Marcos Cherem foi cassado pelo juiz eleitoral de Lavras em outros três processos, cujas decisões foram revertidas pelo TRE. Em todos, a relatora dos processos foi a juíza Alice Birchal. Marcos Cherem e seu vice, Aristides Silva Filho (PSD) são acusados pela coligação adversária de veiculação de propagandas da Construtora Cherem no ano eleitoral e divulgação de matérias favoráveis ao grupo político do prefeito no jornal da cidade, além da suposta divulgação de informações falsas sobre o adversário Silas Costa Pereira no Facebook.

Com um pedido de vistas do juiz Virgílio Barreto, que seria o segundo a votar na sessão, o julgamento foi interrompido para ser retomado na quinta-feira da semana que vem. A Corte é formada por seis juízes e, em caso de desempate, vota o presidente do TRE. Eleito em 2012 com 23,9 mil votos, Cherem não chegou a sair do cargo, já que conseguiu liminares com efeito suspensivo das decisões de primeira instância até que o caso fosse julgado pelo TRE.


23/01/14
Postagem Anterior Próxima Postagem