;

Header Ads

Tudo pelo poder: Partidos inimigos em Lavras se tornam aliados na eleição para o governo do Estado

Em Lavras o PSD, partido do prefeito Marcos Cherem, tem como principal adversário, o PSDB, da ex-prefeita Jussara Menicucci e de Silas Costa pereira. Os dois partidos travam uma ferrenha batalha jurídica pelo principal cargo do executivo municipal.

Uma ação de impugnação de mandato, proposta pela PSDB e Silas Costa Pereira, resultou na cassação de Cherem, que luta para preservar seu mandato no TRE. Nos próximos dias a defesa do prefeito deve recorrer ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para tentar o julgamento em terceira instância. Com recurso especial e pedido de liminar, a argumentação busca manter Cherem no cargo e reverter a decisão do Tribunal Regional. Caso o TRE não conceda a liminar, o prefeito aguardará julgamento fora do cargo e Silas Costa pereira, segundo colocado nas últimas eleições, será empossado.

Mas, se na esfera municipal PSD e PSDB são inimigos mortais, no âmbito estadual a relação entre as siglas está cada vez mais afinada. Depois de meses de costura, o PSD mineiro foi liberado para apoiar, em Minas, o pré-candidato do PSDB, Pimenta da Veiga, à sucessão do também tucano Antônio Anastasia nas eleições de 2014. O anúncio oficial está marcado para o dia 10 de março, segunda-feira, na sede do partido em Belo Horizonte, com a presença de suas lideranças e também de peessedebistas e demais aliados.

O principal articulador da aliança é o deputado federal e vice-líder da agremiação na Câmara, Marcos Montes. Segundo Marcos Montes, que preside o PSD na cidade de Uberaba, no triângulo mineiro, o apoio foi sacramentado no início da semana em reunião com as bancadas federal e estadual, além do presidente estadual da legenda, Paulo Simão, e do pré-candidato Pimenta da Veiga. Em nível nacional o partido deverá apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), cuja sigla também já lançou o nome de Fernando Pimentel para o governo de Minas. O provável candidato do PSDB à Presidência é o senador Aécio Neves.

O embarque definitivo do PSD na campanha tucana poderá desaguar na indicação do nome do suplente de senador, sendo que o próprio Marcos Montes já foi cotado para o posto. Ele, porém já adiantou aos aliados que vai buscar o terceiro mandato consecutivo na Câmara dos Deputados. O pré-candidato ao Senado pelo grupo, o atual chefe do Executivo mineiro, será anunciado em meados de abril e, posteriormente, o vice-governador, completando a chapa.

27/02/14
╝ Leia também:
Senador defende
redução da maioridadepenal para 13 anos
Propaganda eleitoral terá início dia 6 de julho, prevê legislação Eleitor tem até o dia 7 de maio para tirar ou transferir título

4 comentários:

  1. Ah isso é normal. O negócio é levar vantagem em tudo, certo?

    ResponderExcluir
  2. A tal "virada" que o Aécio havia falado na campanha que "chegou", na verdade só veio ontem. olha a carinha dele...kkkkkk

    ResponderExcluir
  3. ja votei no aecio neves mais por causa da jussara nunca mais ele eo anastazia ganhara um voto meu vamos acordar povo

    ResponderExcluir
  4. nao voto nesse homem jamais

    ResponderExcluir