-->

Jovem diz ter sido estuprada durante festa em república de Lavras

Uma festa de universitários em uma república de Lavras terminou em caso de polícia, na madrugada de sábado (12). Uma estudante acionou a Polícia Militar (PM) após se envolver com um rapaz, dormir com ele, acordar e perceber que havia outro homem ao seu lado na cama.

A mulher relatou a polícia que chegou a ingerir bebida alcoólica e não se lembra bem do que aconteceu. No entanto, ela garantiu ter sido abusada pelo jovem que estava com ela no momento em que acordou. O suspeito negou tudo e afirmou ter dormido com a estudante com o consentimento dela.

De acordo com a Polícia Civil, o caso foi registrado na Delegacia de Mulheres de Lavras. A vítima fez exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Campo Belo e o suspeito, detido em flagrante, cedeu material genético para análise.

Enquanto aguarda o resultado dos exames, a delegada responsável pela investigação vai ouvir testemunhas para apurar o caso.

14/04/14

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
2 Comentário(s)

2 comentários:

  1. Alvimar09:46

    Vai pra republica, chapa o côco e perde a noção. Só podia dar nisso....

    ResponderExcluir
  2. Anônimo08:26

    É muito fácil depois de "virar o olhinho", mesmo trebada, querer dizer que não se lembra de nada. Ora, ora, quem vai para uma uma festinha em República, via de regra vai sabendo do que pode acontecer.... bebida e todas as consequências. O resto é besteira. Agora, se a pessoa sofreu abuso sexual e não acordou durante o ato.... ela é a culpada por não ter posto o seu próprio limite. Devemos deixar nossa polícia cuidar de problemas de segurança, ao invés de cuidar de pessoas irresponsáveis pela bebedeira.

    ResponderExcluir