Incêndio em galpão do Rex pode ter sido causado por curto-circuito

O incêndio que destruiu o centro de distribuição da rede Rex de supermercados na tarde deste domingo (10), no bairro Santa Efigênia, em Lavras pode ter sido causado por um curto-circuito. Testemunhas contaram que o fogo teria começado no escritório que funcionava no local e depois teria se espalhado por todo o galpão. Em entrevista à EPTV, afiliada da Rede Globo em Varginha, o comandante do Corpo de Bombeiros de Lavras, afirmou  que o local funcionava sem o alvará de segurança.


Quando as chamas apareceram, dois funcionários estavam no local, sendo o porteiro e um técnico de informática, mas nenhum deles ficou ferido. O fogo, que começou por volta das 16h45 de domingo (10), só foi controlado no início da madrugada desta segunda-feira (11). Pela manhã, ainda havia pequenos focos de incêndio no local.

Leia, abaixo, a nota divulgada nesta segunda-feira (11) pela empresa:

"Em virtude do incêndio ocorrido em nosso centro de distribuição no último dia 10/08,
informamos que apesar das dificuldades enfrentadas, nossas unidades estão funcionando normalmente.

O Supermercados Rex agradece a todos os clientes, fornecedores e colaboradores pelas diversas manifestações de apoio que recebemos neste momento. Pedimos desculpas por eventuais transtornos e esperamos reestabelecer a normalidade de todas as atividades no mais breve espaço de tempo possível.
Atenciosamente,

Supermercados Rex"

Além de Lavras, a empresa dona do galpão atua também em Perdões, Carrancas, Três Corações, São Gonçalo do Sapucaí e Cláudio.

11/08/14
Postagem Anterior Próxima Postagem