;

Header Ads

Por conta da votação do segundo turno, eleitores não podem ser presos

Por determinação do Código Eleitoral, a partir desta terça-feira (21) até 48 horas após o encerramento da votação do segundo turno, que ocorre no próximo domingo (26), nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, exceto por flagrante, em decorrência de sentença por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo-conduto. Em Minas Gerais, ocorre apenas a escolha entre Aécio Neves (PSDB) ou Dilma Rousseff (PT) para presidente da República, já que o pleito estadual foi definido já no primeiro turno.
Com informações da Agência Brasil.

21/10/14

Nenhum comentário