Prefeitura culpa gestão anterior por problemas no "túnel da zona norte"

A chuva que caiu em Lavras na tarde desta sexta-feira (07) expôs a situação preocupante quanto à qualidade da obra do chamado “Túnel da Zona Norte” inaugurado a menos de dois meses. Motoristas e pedestres foram surpreendidos com a queda de parte da estrutura de acabamento da obra, que não suportou a pressão da água e desabou.

Além disso, problemas na canalização de águas pluviais causaram o deslocamento de terra e pedras, que foram arrastadas para o piso do novo túnel, causando a sua interdição. O local ficou cheio de lama e foi interditado para que uma equipe da prefeitura fizesse a remoção do material e limpeza da pista.

A obra, denominada “Travessia Luiz Cherem”, custou aos cofres públicos R$1.700.000,00. O município arcou com 40% desse valor e o restante veio de verbas federais e estaduais.

De quem é a culpa?


Segundo a assessoria do prefeito Silas Pereira (PSDB), o problema ocorreu devido a erros durante a obra de duplicação do “túnel” que teria sido “inaugurado às pressas pelo ex-prefeito Marcos Cherem (PSD), pouco antes de deixar o cargo, devido à cassação de seu mandato”.

Uma equipe da Secretaria de Obras da Prefeitura esteve no local, para avaliar a situação e providenciar a liberação do trânsito. Segundo a prefeitura, o local não oferece risco para os veículos que passarem por lá após a liberação pela defesa civil.

07/11/14
Postagem Anterior Próxima Postagem