;

Header Ads

Estudantes da Federal de Lavras expõe trabalho em feira de tecnologia

Nos dias 10 e 11 de dezembro de 2014, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) promoverá em Belo Horizonte a Feira de Ciências e Inovações Tecnológicas (Feicintec). Quarenta trabalhos finalistas serão expostos durante a feira com a participação de aproximadamente de 200 alunos do ensino superior e técnico. A modalidade mais disputada é a elétrica/eletrônica, com 18 representantes. Foram mais de 130 projetos inscritos que abrangem as áreas de engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia, vindos de todas as regiões do Estado.

Os trabalhos selecionados foram analisados por uma comissão de professores e profissionais do Conselho com base no relatório de cada um, considerando resultados qualitativos e quantitativos. Os dez primeiros colocados serão premiados com valores entre R$ 2 mil e R$ 12 mil. Dentre os protótipos que serão expostos estão o “Tecnologia na produção de fibrocimento com resíduos provenientes da queima filtrada de pneus em reator pirolítico”, projeto desenvolvido por estudantes do curso de Engenharia Civil da Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Com o foco em inovação tecnológica, a Feicintec tem como objetivos incentivar a criação, o planejamento e a execução de projetos, além de despertar novas vocações em estudantes de cursos da área tecnológica. Os trabalhos foram idealizados por alunos regularmente matriculados em cursos registrados no Conselho, nos níveis superior e técnico. Com a iniciativa, o Crea-Minas pretende estreitar ainda mais os laços com as Instituições de Ensino, estudantes, profissionais e a sociedade.

“As novas tecnologias são geradas nas escolas, por isso voltarmos a nossa atenção para as instituições de ensino é tão importante. A Feira é uma oportunidade ainda de promover o intercâmbio de conhecimentos”, comenta o presidente do Conselho, o engenheiro civil Jobson Andrade. A primeira edição realizada em 2013 contou com a participação de 571 estudantes de 54 instituições de ensino.

03/12/14

Nenhum comentário