Manifestação leva centenas de pessoas às ruas em Lavras

A onda de protestos que acontece neste domingo (15) em várias cidades do país também chegou a Lavras. Centenas de pessoas foram à Praça Dr. Augusto Silva, no centro da cidade, para participar de uma manifestação contra a corrupção no país e a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).
O ato teve início às 10h30 e terminou por volta de 12h30.. Segundo os organizadores, o sentimento geral do protesto foi de revolta contra a situação atual do Brasil, com escândalos de corrupção na Petrobras, crise econômica e uma insatisfação geral contra o governo federal mas, ficou evidente, um sentimento anti-petista. Alguns manifestantes entoavam o canto: “Dilma, vai embora. O Brasil não quer você e leve o Lula junto, vagabundo do PT .


Grupo se organizou na praça Augusto Silva para dar início à passeata (Fotos: O Lavrense)

Convocados pelas redes sociais, muitos manifestantes de Lavras foram vestidos com roupas verde e amarelas, carregando faixas e bandeiras do Brasil, fazendo apitaço e gritando palavras de ordem.


A polícia não registrou nenhum incidente durante a manifestação, que foi pacífica.


Pelo Brasil 

Os protestos contra a corrupção em Minas Gerais ocorreram na região da Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, e levaram em torno de 24 mil, segundo cálculos da Polícia Militar e da organização do ato. O local escolhido foi a sede do governo mineiro, comandado por Fernando Pimentel (PT). No Rio de Janeiro, a manifestação reuniu em torno de 15 mil na orla de Copacabana. De acordo com o G1, as duas pistas da Avenida Atlântica tiveram que ser interditadas por causa da quantidade de manifestantes.

Durante o protesto deste domingo, um homem de 56 anos, morador de Copacabana, foi agredido com socos por manifestantes no Rio de Janeiro. De acordo com o jornal O Globo, Sergio Moura, que é fiscal da Fazenda, passeava com seu cachorro quando teria dito aos participantes do ato que fossem fazer protesto em Miami. Filiado ao PSOL, Moura só conseguiu sair do local após receber escolta da Polícia Militar.

Brasília 

Estimativa da Polícia Militar do Distrito Federal conta 30 mil pessoas em protesto contra o governo federal e a corrupção na Esplanada dos Ministérios.  Os manifestantes se reuniram em pontos distintos da Esplanada, mas, em seguida caminharam para se concentrar em frente ao Palácio do Congresso Nacional.


15/03/15
Postagem Anterior Próxima Postagem