;

Header Ads

Prefeito de Lavras cancela carnaval para economizar

Com a finalidade de conter despesas, o prefeito Silas Costa Pereira anunciou nesta quarta-feira (16), por meio de sua assessoria, que o carnaval de 2016 em Lavras está cancelado. A administração pública alegou que o cancelamento se deve à precária situação financeira do município e a crise econômica que atinge todo o país, que provocou a diminuição da arrecadação e nos repasses de verbas do estado e do governo federal.

A prefeitura não informou se foi feita uma avaliação detalhada sobre o valor que o município estará economizando com a não realização da festa de carnaval na cidade.

Segundo nota divulgada pelo prefeito, se os blocos da cidade quiserem desfilar terão que fazê-lo com recursos próprios para ir ás ruas uma vez que a Secretaria de Cultura “está impossibilitada de oferecer qualquer apoio logístico no período de Carnaval”.

Ainda segundo a prefeitura, os representantes dos blocos carnavalescos da cidade e escola de samba, a Polícia Militar, o juizado de menores e Corpo de Bombeiros já foram informados sobre a não realização do “carnaval oficial” em Lavras.

16/12/15

7 comentários:

  1. O carnaval em Lavras já acabou há mais de 20 anos. Todo ano a cidade "exporta" turistas que apreciam o carnaval para outras cidades pois todo mundo sabe que a cidade não tem NADA que valha realmente a pena curtir durante o carnaval. É triste, mas é fato. O atraso é nosso e ninguém tasca! e viva Lavras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor notícia do ano. Sem barulho, mijação atrás igreja do Rosário, violência, etc.

      Excluir
    2. Sem contar a devastação do jardim.

      Excluir
  2. Esperar o que desse cara? é daí pra pior...

    ResponderExcluir
  3. Aposto que se a prefeitura bancasse o carnaval iriam cair de pau no prefeito. Quem gosta de carnaval que arque com os custos e curta a vontade. Dinheiro público deve ser usado para fins mais nobres. Parabéns Silas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corcordo com você. Veja o caso do natal: como não haverá luminosidades exuberantes, já houve críticas explícitas. Caso o prefeito optasse gastar verba pública, ai sim iam descer a lenha.

      Excluir