;

Header Ads

Semana do MEI terá atividades em Lavras

Semana do MEI terá atividades em Lavras

Entre os dias 20 e 24 de maio, o Sebrae realiza em todo o país a Semana do MEI – Microempreendedor Individual. Em Lavras as atividades incluem palestras sobre marketing digital, estratégias para acelerar seu negócio, e educação financeira para empreendedores.

Durante os cinco dias do evento, será realizado um mutirão de atendimento para quem quer se formalizar ou para quem já é MEI e quer melhorar a gestão do negócio. A programação completa e as inscrições podem ser feitas no site do Sebrae ou pelo 0800 570 0800.

“A Semana do MEI é uma oportunidade para o empreendedor se capacitar e melhorar a gestão do seu negócio. Além de ser um momento de tirar dúvidas daqueles que ainda buscam a formalização”, explica Rodrigo Pereira, gerente da Regional Sul do Sebrae Minas.
A Semana do MEI oferece uma programação especial, incluindo atendimento especializado ao microempreendedor individual da região, com capacitação em diversas áreas. Além disso, é uma oportunidade para aqueles que pretendem se formalizar. Para os dois públicos serão oferecidas palestras e oficinas como: “Como ser MEI na prática”, “Gestão financeira”, “Como utilizar o marketing digital para impulsionar as vendas” e “Dicas de como obter financiamento bancário”.

Serão ofertados gratuitamente ainda, oficinas de vendas e diversos outros eventos. O Sul de Minas tem hoje 107.292 microempreendedores individuais, segundo levantamento de 2019, do Sebrae Minas, registrando um crescimento de mais de 10% em comparação ao ano passado. As cidades da região com maior número de MEIs são: Poços de Caldas: 7.044, Pouso Alegre: 6.933, Varginha: 6.775 e Itajubá: 5.168.

Para o empreendedor que queira se formalizar, haverá atendimento gratuito. Porém, antes de ir aos pontos de atendimento do Sebrae Minas, o interessado deverá fazer um cadastro obrigatório no site ‘Brasil Cidadão’, portal do Governo Federal, que entrou no ar em abril deste ano e gera um cadastro único para acesso a serviços públicos digitais. É importante que o empreendedor leve, no momento do atendimento, RG, CPF, comprovante de endereço, declaração de IR - e na falta dela, o título de eleitor, consulta prévia aprovada no município, além do cadastro na plataforma Brasil Cidadão.

Podem ser MEI trabalhadores que faturam até R$ 81 mil por ano, não têm participação em outra empresa como sócio ou titular, têm até um empregado contratado e desempenham alguma das 490 ocupações permitidas.

15/05/19

Nenhum comentário