;

Header Ads

Contran reduz número de aulas para obtenção da CNH

Contran reduz número de aulas para obtenção da CNH

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) divulgou, nesta segunda-feira (17), novas regras do processo para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A resolução n° 778, publicada no Diário Oficial da União (DOU), determina modificações nos tempos dedicados às aulas práticas noturnas, além de tornar opcional o uso de simulador de direção veicular no processo de formação de condutores.

As alterações vinham sendo planejadas desde fevereiro pelo ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas. Para proprietários de autoescolas da cidade, a redução do número de aulas não será benéfica para o processo de aprendizado.

Com a decisão, a quantidade necessária de aulas práticas obrigatórias cairá de 20 para 15 horas na categoria A (motocicletas) e de 25 para 20 horas na categoria B (automóveis). Nesse último caso, o simulador passa a ser opcional, mas contará na carga horária exigida em até cinco horas. Ou seja, caso escolha esta modalidade, o candidato deverá fazer apenas 15 horas de aulas práticas nas ruas. Já as aulas noturnas obrigatórias também sofreram redução. Para CNH B, o declínio foi de 5 para uma hora/aula e, na CNH A, de 4 para 1 hora/aula.

Em nota, a Associação Nacional de Fabricantes de Simuladores Profissionais (Anfasp) se posicionou em relação à mudança. “A entidade acredita que, em nome de supostos processos mais facilitados, a população não possa ficar vulnerável nos aspectos que envolvem segurança, bem-estar social e aumento dos índices de mortes no trânsito.”

Ainda conforme o texto, a organização defende que o simulador não pode ser responsabilizado por tornar mais lento o processo de obtenção da CNH. “Ao contrário disso, exatamente por possibilitar ao aluno fazer aulas noturnas em qualquer horário do dia, treinando sem se expor aos riscos dessa prática nas vias públicas, a tecnologia acelera o processo de obtenção do certificado.”

■ 18/06/19

Nenhum comentário