;

Header Ads

Lavras terá ação no dia de “greve geral”

Lavras terá ação no dia de “greve geral”

Representantes de diversos segmentos da sociedade trabalham para mobilizar Lavras e região para a greve geral do dia 14 de junho, contra a reforma da previdência. A greve também vai servir de manifestação contra o desemprego e os cortes na Educação.

Participam do ato entidades como a ADUFLA Seção Sindical, SindUFLA, DCE-UFLA, APG-UFLA, SINDÁGUA-MG, Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), Sind-UTE, Levante Popular da Juventude e a Frente Brasil Popular.

A concentração será a partir das 16 horas na Praça Dr. Jorge. De lá, os manifestantes seguirão em passeata pelas ruas do centro da cidade até a Praça dos Trabalhadores.

As reivindicações estão centradas em "derrubar" a reforma da Previdência, mas também tratam do crescente desemprego e reforçam a bandeira da educação pública.

A greve geral conta com o apoio da maioria das centrais sindicais brasileiras: Central única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Força Sindical, Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Pública (Central do Servidor) e Intersindical.

Até o dia da greve, a agenda dos sindicalistas inclui plenárias estaduais para mobilização e também o apoio à segunda manifestação da União Nacional dos Estudantes (UNE), marcada para o dia 30, em resposta às medidas de contingência no Ministério da Educação.

A expectativa é de que a maior parte dos serviços públicos no Estado sejam atingidos, como bancos e transportes rodoviários.

12/06/19

Nenhum comentário